Ambulantes do Carnaval fazem curso da Vigilância Sanitária

Aulas são obrigatórias e ensinam noções básicas de higiene na manipulação de alimentos

Com o objetivo de não comprometer a saúde dos foliões, na próxima sexta, dia 15, os ambulantes sorteados para trabalharem em pontos fixos no entorno do Sambódromo vão se reunir com técnicos da Vigilância Sanitária municipal para aprenderem a manipular os produtos que forem comercializar.

O curso é obrigatório para todos os proprietários e funcionários das 150 barracas padronizadas do entorno da passarela do samba e dos quiosques do Terreirão, que somam mais de 150 pessoas. Durante o encontro, a Secretaria de Ordem Pública – Seop – vai ministrar palestra sobre posturas municipais.

Com a finalidade de diminuir a ocorrência das doenças transmitidas pela comida, o curso “Noções básicas de higiene para manipuladores de alimentos” tem o objetivo de orientar e alertar os comerciantes que manipulam alimentos sobre os cuidados higiênico-sanitários que devem ser tomados.

As aulas abordarão as normas para a higiene e controle de alimentos e como ocorrem as contaminações microbianas, além de outras conseqüências da manipulação incorreta. Há também dicas de conservação, armazenamento e cuidados com os alimentos de acordo com sua origem (carnes, frios e embutidos, pescados, aves e ovos, produtos lácteos, etc). A legislação com normas higiênico–sanitárias também será apresentada e discutida com os participantes assim como regras de asseio, higiene pessoal, lavagem, desinfecção e de controle de insetos e roedores.

A atividade não acontece apenas na época do carnaval e faz parte da rotina da Vigilância Sanitária municipal, podendo ser solicitada por qualquer comerciante que trabalhe com alimentos e queira treinar os seus funcionários. Basta ligar para a central de atendimento 1746 e fazer a solicitação.

As atividades educativas fazem parte do novo perfil da Vigilância Sanitária municipal, que investe na educação do setor regulado (estabelecimentos de alimentos, saúde e beleza) para diminuir o número de infrações e, consequentemente, de riscos à saúde da população carioca.

O curso para ambulantes começa às 9h no auditório do Terreirão do Samba, para os trabalhadores dos quiosques, e às 10h no auditório principal do Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede da Prefeitura do Rio, para os ambulantes do sambódromo.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *