Angra dos Reis: Secretaria de Estado de Saúde atua no Plano de Emergência da Central Nuclear

Simulado acontece esta semana na cidade. O objetivo é dar suporte nas ações de vigilância e assistência em saúde nos abrigos que serão estrategicamente montados neste simulação de vazamento radioativo, bem como coordenar as ações de remoção das vítimas para os hospitais de referência do Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) participa do Exercício Geral do Plano de Emergência da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, em Angra dos Reis. A partir desta quarta-feira (11), dois técnicos da Subsecretaria de Vigilância em Saúde serão enviados para o Centro Estadual para Gerenciamento de uma Situação de Emergência Nuclear – CESTGEN, localizado no Centro do Rio e outros quatro irão para Angra dos Reis nesta quinta-feira (12) participar do simulado. O objetivo é dar suporte nas ações de vigilância e assistência em saúde nos abrigos que serão estrategicamente montados neste simulado, bem como coordenar as ações de remoção das vítimas para os hospitais de referência do Estado.

– Este exercício é muito importante para que todos estejam preparados, caso aconteça alguma acidente nuclear. A participação de todas as instâncias é fundamental. Será a primeira vez que a Secretaria de Estado de Saúde irá participar ativamente deste exercício fazendo o controle epidemiológico e sanitário dos abrigos, avaliando as condições de instalação, qualidade da água e alimentação.  Tudo tem que ser muito bem preparado e ajustado nesta simulação para que não aconteça nenhum erro se realmente precisarmos atuar – disse o superintendente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Plano de Emergência –  O exercício geral do plano de emergência da central nuclear de Angra teve início na terça-feira (10). A novidade este ano é que o treinamento conta com atividades voltadas diretamente à população, como exposições,oficinas e atendimentos em hospitais de campanha, que acontecerão no centro de Angra dos Reis, Frade, Parque Mambucaba e centro de Paraty.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *