Campanha Carioca de Prevenção marca Luta contra a AIDS

Ações de conscientização e prevenção das DST serão reforçadas até o dia 5

35d2c9d7-0eca-4066-87f5-1a0862a30f0dA Secretaria Municipal de Saúde e a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual lançaram nesta sexta-feira, 27 de novembro, a 4ª Campanha Carioca de Prevenção – Teste, trate, viva melhor. A ação marca o Dia Mundial de Luta contra a AIDS, em 1º de dezembro. A partir de sábado, 28, até o dia 5 de dezembro, as unidades de saúde estarão mobilizadas para reforçar as ações de conscientização e prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, com reforço na oferta de testes para detecção de AIDS e sífilis.

Essa iniciativa faz parte da estratégia de prevenção do município, que consiste em duas etapas importantes: em dezembro é realizada a campanha de reforço das testagens em todo o município. Já em fevereiro, durante os dias de carnaval, são distribuídos materiais informativos e preservativos em diversos pontos da cidade. A ideia é chegar a toda a população do Rio de Janeiro, porém com foco maior em uma parcela específica: segundo dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, há dez anos os jovens de 13 a 19 anos são o segmento populacional mais infectado pelo vírus HIV.

Estes jovens estão iniciando as suas vidas sexuais em uma época em que novos tratamentos aumentaram a qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV/AIDS e esta nova realidade parece ter gerado uma interpretação equivocada sobre a gravidade da AIDS. Atualmente, 34.564 pessoas retiram medicamentos para AIDS em unidades de saúde no município do Rio, algumas delas vindas de outras cidades para receber os remédios. Este ano, a SMS já dispensou mais de 34 milhões de unidades de medicamentos para tratamento dos pacientes soropositivos.

O resultado das edições da Campanha Carioca de Prevenção mostra que o carioca está em processo de constante conscientização em relação às doenças sexualmente transmissíveis. A cada ano o número de testes realizados durante a campanha vem aumentando progressivamente.

TESTES REALIZADOS NAS CAMPANHAS ANTERIORES
HIV SÍFILIS TOTAL
2011 39.000
2012 20.805 20.790 41.595
2013 42.651 32.997 75.648
2014 73.303 73.152 146.455

Além da campanha, durante todo o ano, o teste para detecção do HIV/AIDS, sífilis e hepatite pode ser feito em todas as unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde). Em todo o ano de 2014, a SMS realizou 212.612 testes para HIV e 280.756 para sífilis, totalizando 493.390 testes. Em 2015, até setembro, já foi realizado um total de 420.980 testes para as duas doenças. Em caso de resultado positivo, uma equipe de saúde estará preparada para orientar sobre o tratamento e tirar dúvidas. Este é um momento importante para que o paciente receba orientações sobre seu tratamento, esclareça dúvidas e receba uma solicitação de alguns exames de acompanhamento.

“Com a ampliação da rede de Atenção Primária do município, aumentamos o acesso da população ao serviço de saúde e, com isso, também ao tratamento e prevenção de doenças como a AIDS e a sífilis. Hoje, todas as unidades de Atenção Primária fazem a testagem para as duas doenças durante todo o ano, e quanto mais cedo a pessoa descobre que tem o vírus, mais cedo inicia o tratamento e os cuidados para evitar a transmissão”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, durante o lançamento da campanha, no Palácio da Cidade, que contou com a participação da presidente da Sociedade Viva Cazuza, Lucinha Araújo.

“Hoje o Rio tem a maior campanha de conscientização e prevenção da AIDS do país, e isso é um orgulho. Quando levamos informação sobre testagem, tratamento e prevenção, evitamos o ciclo de contágio de novas pessoas e fortalecemos nossa luta para erradicar a AIDS”, completou o coordenador especial da Diversidade Social, Carlos Tufvesson.

A maioria das DSTs, quando adequadamente tratadas, pode ser curada e, quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais cedo começa o acompanhamento e o tratamento da pessoa infectada, interrompendo, assim, a cadeia de transmissão. O anonimato do resultado do teste é garantido. Para saber qual unidade procurar, entre no site: www.rio.rj.gov.br/web/sms/onde-ser-atendido

Outra ação realizada pela Quarta Campanha da Prevenção será a ampla divulgação da PEP (Profilaxia Pós Exposição) – uma forma de evitar a infecção pelo HIV em caso de acidentes tais como o rompimento do preservativo, que deve ser feito em até 72 horas após a exposição ao risco. Kits com a medicação indicada para a profilaxia estão disponíveis nas clínicas da família e centros municipais de saúde, nas unidades de pronto atendimento (UPA) e nas coordenações de emergência regional (CER).

“O PEP não substitui outros métodos de prevenção, como o uso da camisinha, e o ideal seria que ninguém precisasse usá-lo. Mas, se precisar, os medicamentos de profilaxia estão disponíveis em todas as nossas unidades”, explicou a subsecretária de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Betina Durovni, reforçando que todas as clínicas da família e centros municipais de saúde estão mobilizados para reforçar a informação a testagem durante a 4ª Campanha Carioca de Prevenção.

Iluminação de monumentos da cidade em vermelho

Em 2015, serão iluminados pela Prefeitura do Rio treze monumentos na cor vermelha entre as noites de 27 de novembro e 01 de dezembro. A ação acontece em homenagem ao Dia Mundial de Luta Contra a AIDS e do Rio de Janeiro no programa mundial de Luta Contra a AIDS, da ONG (RED) fundada pelo cantor Bono Vox, que divulga a prevenção e luta pela eliminação do vírus da AIDS. A iluminação em vermelho de monumentos espalhados pelo mundo tem o intuito de conscientizar a sociedade sobre a luta contra a pandemia da AIDS.

Parque Olímpico – Arenas
Câmara dos Vereadores
Palácio da Cidade
Ponte Estaiada – Barra da Tijuca
Parque Madureira – Arcos Olímpicos
Museu de Arte do Rio – MAR
Praça Mauá
Praça Paris
Catedral Metropolitana
Cristo Redentor
Arcos da Lapa
Vila Olímpica Miécimo da Silva

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *