Campanha de Combate à Aids: Secretaria de Estado de Saúde promove grande ação para ampliar o diagnóstico precoce da doença

O Dia Mundial de Luta contra a Aids é lembrado em todo país neste 1º de dezembro. No dia 02/12 haverá mutirão de testagem rápida no Largo da Carioca. Em parceria com a SES, 45 municípios também irão promover ações à população durante o mês

AIDScinelandia_17Com o objetivo de estimular o diagnóstico precoce da Aids, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Gerência DST / Aids, Sangue e Hemoderivados, promove, em parceria com municípios, diversas ações no mês de combate à doença. As iniciativas fazem parte da campanha anual promovida pelo Ministério da Saúde para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, em 1º de dezembro. Nesta terça-feira (02), haverá um mutirão de testagem rápida no Largo da Carioca, no Centro do Rio, das 09h às 15h. No evento, haverá a distribuição de material informativo sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis e cerca de 5 mil preservativos masculinos.

Segundo estimativa do Ministério da Saúde, das pessoas que possuem HIV, que representa 0,6% da população, 40% convivem com o vírus do HIV hoje, muitas delas sem saber. Isso é possível porque o vírus pode permanecer durante anos no organismo de uma pessoa sem que ela sinta nenhum sintoma. O medo e estigma podem contribuir para que uma parcela importante da população não faça o teste da aids e por isso a realização de campanhas é importante para dar visibilidade aos benefícios do diagnóstico precoce.

– Há uma grande parcela da população que vive com HIV e não sabe porque nunca realizou o teste. Diagnóstico precoce, tratamento oportuno e adequado e com adesão garantida, são os melhores caminhos de se evitar as formas graves da doença. Estimular a realização do teste e garantir a oportunidade de fazê-lo são prioridades da SES – afirma o Superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Alexandre Chieppe.

Testagem em mais de 40 municípios – Além do mutirão, durante o mês de dezembro, 45 municípios também vão oferecer à população testagem rápida, além de palestras sobre a doença e distribuição de materiais informativos e preservativos.

Clique aqui e confira a programação completa das ações nos municípios participantes no site da SES.

Como funciona a testagem – O resultado fica pronto em cerca de 30 minutos. Além de realizar o exame, as pessoas têm oportunidade de esclarecer suas dúvidas sobre DST/AIDS, e também, refletir sobre as medidas de prevenção de acordo com seu estilo de vida. Em caso de um resultado positivo, a pessoa é encaminhada para o serviço especializado. Todo o procedimento é realizado por profissionais de saúde sob coordenação da Gerência de DST / Aids, Sangue e Hemoderivados da SES.

Números no estado – Entre 1982 e 2012, foram notificados 76.045 casos de Aids no estado. No ano de 2012, foram diagnosticados 2.440 casos, sendo este número equivalente a uma taxa de 15,0 por 100 mil habitantes, abaixo dos valores encontrados em anos anteriores. Em 2013, no que tange às regiões de residência, as maiores taxas foram encontradas na região Metropolitana I (17,3), Norte (17,1) e Baixada Litorânea (13,4). Cabe ressaltar que as taxas da região Metropolitana I e Norte superaram a taxa do Estado, em 2012.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *