Campanha de Vacinação contra a Gripe chega ao fim, mas municípios continuam imunizando

Secretaria de Estado de Saúde recomenda que cidades que não alcançaram a meta continuem aplicando vacinas por mais uma semana

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe chega ao fim nesta sexta-feira (1º). Foram 28 dias e o Rio de Janeiro não atingiu a meta de 80% de imunização do público-alvo, estipulada pelo Ministério da Saúde. Apesar de todos os postos de saúde do estado estarem abastecidos, a população ou deixou para a última hora, ou abriu mão de se proteger contra a doença. Até às 17h desta sexta-feira (1o.), 66% da população do Rio de Janeiro aderiu à campanha. Essa porcentagem corresponde a cerca de 1,8 milhão de pessoas.

Dentro dos grupos prioritários da campanha, os indígenas foram os que mais se vacinaram no estado – 110% de cobertura -, ultrapassando a meta. Eles foram seguidos dos profissionais de saúde, que imunizaram 95% da população; crianças com idades entre 6 meses e 2 anos (74%), idosos (62%) e, por fim, gestantes (59%).

Diante da baixa adesão de alguns municípios à campanha, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) recomenda que as cidades que não atingiram a meta continuem vacinando até a próxima semana. Há vacinas em estoque para todas elas.

Em todo o estado, 62 municípios não alcançaram a meta, inclusive a capital Rio de Janeiro, que teve cobertura de 67%. Outras cidades que ficaram abaixo da meta são: Belford Roxo (51%), Duque de Caxias (73%), Itaguaí (73%), Japeri (76%), Magé (54%), Mesquita (74%), Nova Iguaçu (61%), Queimados (57%), São João de Meriti (60%), Seropédica (25%), Bom Jesus do Itabapoana (60%), Cambuci (77%), Itaocara (69%), Itaperuna (61%), Laje do Muriaé (50%), Miracema (40%), Santo Antônio de Pádua (66%), Varre-Sai (34%), Campos (59%), Carapebus (76%), Cardoso Moreira (72%), Conceição de Macabu (70%), São João da Barra (51%), Bom Jardim (77%), Cachoeiras de Macacu (74%), Carmo (64%), Cordeiro (56%), Duas Barras (67%), Guapimirim (77%), Macuco (79%), Petrópolis (65%), Santa Maria Madalena (54%), São Sebastião do Alto (75%), Sumidouro (73%), Teresópolis (68%), Trajano de Morais (68%), Araruama (60%), Armação de Búzios (66%), Cabo Frio (77%), Rio das Ostras (69%), São Pedro d’Aldeia (56%), Saquarema (67%), Barra do Piraí (52%), Barra Mansa (56%), Piraí (68%), Resende (79%), Rio Claro (66%), Rio das Flores (78%), Valença (56%), Volta Redonda (62%), Areal (72%), Miguel Pereira (71%), Paracambi (51%), Paraíba do Sul (46%), Paty do Alferes (76%), Sapucaia (58%), Angra dos Reis (55%), Maricá (67%), Niterói (66%), São Gonçalo (42%) e Tanguá (35%).

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacinação é a forma mais eficaz para prevenir a gripe e suas complicações. A cada ano, mais de 150 milhões de pessoas são vacinadas contra gripe em países de todo o mundo, entre eles o Brasil. Provocada pelo vírus Influenza, a gripe ataca todos os anos entre 10 e 20% da população do planeta – algo em torno de 600 milhões de pessoas. Se não for tratada, pode gerar complicações que provocam entre 250 mil e 500 mil mortes por ano e milhões de internações. As complicações mais comuns são pneumonia, infecção no ouvido (otite) e inflamação nos brônquios (bronquite).

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *