Campanha de Vacinação Contra a Gripe entra na etapa final

Município do Rio já imunizou mais de 471 mil pessoas, o que representa 30% dos grupos prioritários

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe entra nesta segunda-feira, dia 5 de maio, na última semana (vai até o dia 9). Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro vacinou na cidade 471.668 pessoas, o que representa 30,2% da população-alvo, formada por idosos, crianças de seis meses a 4 anos, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, indígenas, doentes crônicos e profissionais de saúde. A meta do município é vacinar cerca de 1,250 milhão de pessoas, correspondentes a 80% de cada um dos grupos prioritários.

“A vacina é segura e muito importante para evitar as complicações da gripe, principalmente em idosos. Ela diminui necessidade de internações, incidência de pneumonia, que podem levar até mesmo à morte”, diz o secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, ressaltando a importância de quem ainda não se vacinou procurar uma unidade de Atenção Primária, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, para tomar o imunizante.

Mais de 200 salas de vacinação em todos os Centros Municipais de Saúde e Clínicas da Família oferecem a vacina, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (H1N1; H3N2 e influenza B), como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Por isso, cuidados simples como lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal são, no geral, medidas simples que ajudam a prevenir a doença. Em caso de síndrome gripal, a orientação da SMS, mesmo para as pessoas já vacinadas, é procurar rapidamente um serviço de saúde.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *