Cidade do Rio amplia vacinação contra a febre amarela

A partir de abril, 233 unidade passarão a aplicar a vacina, que tem contraindicações

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou, na tarde de​sta segunda-feira (13), ​a nova estratégia de vacinação contra a febre amarela no município do Rio de Janeiro. Entre as mudanças, ​que entram em vigor em 15 dias, ​está a ampliação do número de pontos de vacinação – de 34 para 233 unidades da rede de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde). ​A SMS receberá reforço no estoque da vacina​ e, ao todo, o Rio receberá 1,5 milhão doses.

Com a alteração, a oferta da vacina será ampliada para todas as pessoas que possuem indicação médica ou estão dentro do público-alvo determinado pelo Ministério da Saúde. Vale ressaltar que, mesmo com a mudança na estratégia, o Rio permanece fora da zona de risco da doença. A vacinação é apenas preventiva, já que não há casos de febre amarela urbana no país desde 1942.

“É muito importante que a população tenha em mente que poderá buscar a vacina na rede durante todo o ano e que é muito importante respeita​r​ as indicações para a vacina, uma vez que este imunizante é feito com vírus vivo atenuado, o que pode gerar efeitos colaterais graves. Todos serão imunizados, não há motivo para alarde ou corrida aos postos”, explicou o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo.

Com a ampliação do número de unidades que disponibilizam a vacina, as equipes de imunização também serão ampliadas e treinadas. A vacina da febre amarela tem contraindicações que serão rigorosamente seguidas pelas equipes técnicas. Não podem tomar a vacina crianças menores de 9 meses e adultos acima de 60 anos; gestantes e mulheres que estejam amamentando crianças menores de 6 meses; pacientes com doença ou em tratamento que cause imunodeficiência, como câncer ou HIV sintomático; pessoas com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina ou alergia a ovo de galinha e seus derivados.

Quaisquer solicitações fora das indicações deverão ser atendidas somente com indicação médica original, com assinatura e CRM do médico que será o responsável. Até que o reforço nas doses da vacina seja disponibilizado, os 34 postos que disponibilizam a vacina atualmente continuarão aplicando o imunizante apenas nos viajantes para áreas de transmissão da doença ou exigência de vacinação. Os pontos de vacinação abrem diariamente às 7h e distribuem senhas para a vacina da febre amarela, conforme suas capacidades técnicas de segurança dos pacientes e boas práticas de vacinação. As senhas também são distribuídas na parte da tarde. Em abril, todas as unidades de Atenção Primária estarão aptas a aplicá-la e a vacina passa a fazer parte do calendário de imunização do Estado do Rio.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *