Crivella faz inspeção surpresa no Hospital Municipal Pedro II

A visita, em Santa Cruz, também foi acompanhada pelo secretário de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos

Passava pouco das 9 horas desta sexta-feira (20), feriado de São Sebastião do Rio de Janeiro, quando o paciente Severino Fernandes notou que o homem à frente de seu leito no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, era o prefeito Marcelo Crivella. Durante uma inspeção surpresa à unidade de saúde, uma das principais da Zona Oeste do Rio, Crivella encontrou equipamentos quebrados e ouviu relatos de parentes e pacientes sobre os problemas de atendimento no hospital administrado por uma Organização Social (OS).

“Nessas unidades onde temos OS há problemas nos contratos. Além de ter sido atrasado pela antiga administração, foram mais de R$ 100 milhões que não foram repassados às OS em dezembro. Há ainda defasagem nos valores. Estamos conversando com as OS. Não é possível que um hospital como esse tenha um elevador que não funciona há um ano. Isso é inaceitável. Peço ao povo de Santa Cruz e da Zona Oeste que tenha um pouco de paciência, mas vamos resolver isso. Gestão é se colocar no lugar do outro, nós estamos procurando sentir a dor do povo. Nós vamos fazer isso nos próximos quatro anos, vamos estar presentes dentro dos hospitais”, disse o prefeito.

Acompanhado pelo secretário Municipal de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, Crivella percorreu a emergência e os ambulatórios. O prefeito falou longamente com pacientes e parentes, também ouviu a diretora Maria Beatriz Gonçalves, coordenadora de Urgência e Emergência do Pedro II. Além de encontrar um dos elevadores quebrado, o prefeito constatou problemas no funcionamento do ar condicionado e a falta de medicamentos.

O Hospital Pedro II foi o quinto hospital visitado pelo prefeito desde que tomou posse há 20 dias. Além da unidade de Santa Cruz, Crivella e sua equipe fizeram inspeções nos hospitais Jesus (Vila Isabel), Souza Aguiar (Centro), Miguel Couto (Leblon) e Salgado Filho (Méier).

O secretário de Saúde do município, Dr. Carlos Eduardo acrescentou durante a visita ao Hospital Pedro II que os repasses atrasados serão liberados pelo prefeito de forma antecipada logo no início da próxima semana às OS.

“Os salários dos profissionais não podem ser atrasados de forma alguma. Já solicitamos a abertura de sindicância e estamos agindo para que não haja uma interrupção nos serviços e estamos trabalhando para solucionar os problemas deixados pela antiga administração”, concluiu o secretário.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *