Curso regional em Teresópolis debate casos e propõe soluções para o enfrentamento à violência contra a mulher jovem e adolescente

Teresópolis, 19 de setembro de 2012 – Iniciado nesta quarta-feira, 19, prossegue na quinta, 20, no salão nobre da Casa de Portugal (Av. Lúcio Meira, 850 – Várzea), o curso de sensibilização intitulado “Mulher adolescente e jovem em situação de violência: propostas de intervenção para o setor saúde”, iniciativa do Projeto RAMA – Rede de Apoio a Mulher Adolescente. A ação é uma das etapas de implantação do Plano Estadual de Políticas para as Mulheres, que vem sendo construído desde 2007, a partir da 2ª e 3ª Conferências Estaduais de Políticas para as Mulheres.

Resultado da parceria da Superintendência dos Direitos da Mulher (Sudim) – da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, com o Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente (NESA) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), e desenvolvida a partir de convênio com a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, a capacitação regional reúne 65 profissionais de Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo, São José do Vale do Rio Preto e Guapimirim.

“Esses profissionais precisam ser capacitados para o enfrentamento da violência contra as mulheres. É um capítulo extenso, e o primeiro item é sensibilizar os servidores públicos para uma atuação eficiente, consciente e humanizada, para que as mulheres possam ter garantidos os seus direitos fundamentais”, destacou Maria América Pires, coordenadora da Superintendência Estadual dos Direitos da Mulher.

São enfermeiras, médicas, psicólogas, assistentes sociais, dentistas e representantes de órgãos como Conselho Tutelar, Centro de Referência de Assistência Social, Guarda Municipal, Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher e do Fórum da Agenda 21 dos municípios participantes. Em pauta, a preparação desses trabalhadores para atuarem na prevenção e enfrentamento da violência que envolve mulheres adolescentes e jovens. A assistente social Sandra Erli de Azevedo, coordenadora do Programa de Saúde do Adolescente da Secretaria de Saúde de Teresópolis, aprovou a capacitação. “É uma ótima oportunidade para instrumentalizar os profissionais de saúde para que eles saibam identificar os casos de violência contra este público e fazer o acompanhamento adequado”.

Ministrado por equipe do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente da UERJ, e utilizando material didático próprio, o curso tem 16 horas de carga horária. Os participantes conhecem o projeto RAMA e suas metodologias de trabalho, debatem situações reais e propõem soluções para temáticas específicas de seus municípios. “Não estamos aqui para trazer fórmulas prontas. Ao final do segundo dia cada região vai pensar suas estratégias e definir o que é possível fazer dentro de sua realidade. Cada cenário vai dizer o que é possível ser feito”, explicou Lucia Pierantoni, do NESA.

De acordo com a Secretária Municipal dos Direitos da Mulher, Joselice Cerqueira, além de sediar o curso regional, Teresópolis poderá ser contemplada com a instalação do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente da UERJ. “Teresópolis, que já é pioneira na criação de uma secretaria específica para as mulheres e na implantação de um curso superior de Turismo, poderá ser um núcleo de estudos da UERJ, o que certamente vai contribuir para aprimorar o atendimento a mulher adolescente e jovem”, comemorou.  

Programação
Quinta-feira, 20 de setembro
8h: Dinâmica de aquecimento
8h30: Aula “Violência contra a mulher adolescente e jovem”
10h30: Estudos de casos reais
12h: Almoço
13h: Apresentação das soluções dos casos
14h: Distribuição de material didático e discussão em grupo sobre a construção da rede e proposta de        
        continuidade da autoaprendizagem em seus locais de trabalho
15h30: Apresentação das propostas dos grupos de trabalho
16h30: Preenchimento de questionário de avaliação e dinâmica de encerramento

Profissionais de cinco municípios participam do curso de sensibilização

Secretária dos Direitos da Mulher de Teresópolis, Joselice Cerqueira, entre Maria América Pires, da Sudim, e Lucia Pierantoni, do NESA/UERJ: capacitação profissional para o enfrentamento à violência contra a mulher jovem e adolescente


FONTE: Prefeitura Municipal de Teresópolis  

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *