Cursos de Especialização do Hospital Sírio-Libanês começaram em Nova Friburgo

untitledA secretaria municipal de Saúde, através da subsecretaria de Atenção Básica, em parceria com o Ministério da Saúde, o Hospital Sírio-Libanês e a Universidade Estácio de Sá começaram anteontem (25) as aulas de especialização dos cursos de Gestão do Risco e Segurança no cuidado ao paciente; Gestão da Clínica nas Redes de Atenção e Regulação em Saúde no SUS.

Os alunos foram recepcionados pela Profᵃ. Dra. Maria Lúcia Teixeira, Gestora de Aprendizagem na Região e representante da Comissão Gestora Local – Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa/HSL, pelo secretário de Saúde de Nova Friburgo, Rafael Tavares Garcia, e subsecretária de Atenção Básica, Sueli Scotelaro Porto, pelo diretor da Universidade Estácio de Sá, Gustavo Bento, entre outras coordenações e representantes envolvidos no projeto.

Através de vídeo conferência, o ministro da Saúde, Marcelo Costa e Castro, e a direção do Hospital Sírio-Libanês deram as boas vindas aos alunos e discorreram sobre a importância da educação contínua no desenvolvimento da saúde no Brasil.

Os cursos de especialização são para os profissionais de saúde da região serrana que atuam no Sistema Único de Saúde-SUS. As aulas acontecem em Nova Friburgo (cidade polo), na Universidade Estácio de Sá. Todos os cursos terão a duração de um ano.

O Hospital Sírio-Libanês, em conjunto com a secretaria de Saúde de Nova Friburgo, promove, desde o fim de agosto, o projeto “Gestão Clínica no SUS”, formando facilitadores para os cursos de especialização que estão acontecendo. Estes facilitadores são intermediadores entre o Hospital Sírio-Libanês, a secretaria de Saúde, a Universidade Estácio de Sá e os alunos, para facilitação dos processos educacionais e aprendizagem, visando a potencialização de estratégias de capacitação e educação permanente de profissionais de saúde e de melhoria da qualidade e segurança da atenção à saúde.

O projeto de especialização dos profissionais da área da saúde busca qualificar melhor estes profissionais, sendo uma estratégia de fortalecimento de regiões de saúde e redes de atenção à saúde, de ampliação do acesso, humanização e integralidade do cuidado à saúde, assim como articulação de processos de formação, atenção e desenvolvimento tecnológico em cenário do SUS com disseminação de ferramentas e disposição da gestão da clínica para a melhoria da eficiência, eficácia e efetividade dos serviços, proporcionando mais qualidade e segurança.

Este projeto de apoio ao SUS, aprovado para o triênio de 2015-2017, construído junto com o Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários da Saúde – CONASS e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde –  CONASEMS e implementado por meio de parceria com Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, COSEMS e instituições de ensino, envolve 4032 profissionais de saúde do país, nas 31 regiões de saúde participantes.

A escolha de Nova Friburgo, como polo deste projeto, se deve aos esforços do secretário municipal de Saúde, Rafael Tavares Garcia, e de toda subsecretaria de Atenção Básica.

FONTE: Prefeitura de Nova Friburgo
http://www.novafriburgo.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *