Dezinho participa de mutirão de combate ao mosquito Aedes na Ilha do Governador

Ação em parceria com projeto social levou o personagem para a Praia da Rosa, onde recebeu apoio da comunidade e conheceu um exército de “Dezinhos”

Em sua missão de combate ao Aedes aegypti na Praia da Rosa, na Ilha do Governador, Dezinho contou com uma tropa de pequenos moradores da região para levar à toda comunidade suas dicas de prevenção contra o mosquito transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. Acompanhado do secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr., o personagem percorreu a Praia do Rosa na manhã deste sábado (11/2), incentivando o engajamento da população local no combate ao mosquito.

– Nossa mensagem é a de prevenção, queremos fazer com que as pessoas reflitam sobre a importância de impedir o acúmulo de água parada e dessa forma, colaborem para a saúde de todos. Se uma pessoa cuida da sua casa, eliminando possíveis focos, mas o vizinho ignora essa responsabilidade, de nada adianta o esforço. É preciso que cada um faça a sua parte, este é um compromisso com toda a nossa sociedade. Com o Dezinho, estamos apostando no poder de convencimento das crianças, elas são capazes de mobilizar os adultos. A eliminação dos possíveis focos do mosquito é uma atitude de cidadania que precisa ser ensinada desde cedo – afirmou o secretário Luiz Antonio, que caminhou pela comunidade e conversou com os moradores, esclarecendo dúvidas e reforçando as informações sobre as formas de combater o mosquito.

Morador da comunidade, Rodrigo, de 6 anos, mostrou que já conhece as 10 dicas do Dezinho na ponta da língua e fez questão de contar que, na casa dele, é ele quem ensina os pais a eliminar a água parada.

– Tem que fechar a caixa d’água, virar as garrafas vazias para baixo, não pode deixar água no vaso das plantas, sei todas as dicas do Dezinho, ele é muito legal. E eu também sou um Dezinho, na minha casa, eu falo para a minha mãe tudo que ela tem que fazer para não deixar o mosquito nascer – explicou ele, junto com os amigos e os integrantes da bateria do Zé do Gol, que fizeram todos, inclusive o personagem, caírem no samba. A ação contou ainda com a participação de agentes de Saúde da Família da comunidade.

Dezinho Contra o Aedes – Criado pela Secretaria de Estado de Saúde, o personagem Dezinho tem como objetivo a mobilização da sociedade, com foco voltados para as crianças. O menino herói ganhou vida pelo traço do ilustrador e designer Luciano Freitas, da equipe da SES, e o objetivo é que possa ser utilizado por todas as prefeituras e outros órgãos que queiram promover o engajamento em ações de vigilância em Saúde. Materiais para imprimir – como panfletos e um jogo dos 10 erros interativo – e adesivos “Morador Nota 10” para serem colados nas residências durante visitas dos agentes da Vigilância estão disponíveis com licença Creative Commons (sem limitações de direitos autorais) no site www.riocontraoaedes.com.br .

Além do material disponível no site, também estão livres para download tirinhas em quadrinhos com as aventuras do Dezinho e sua família, GIFs animadas e vídeos, para postar nas redes sociais e compartilhar pelo Whatsapp. Tudo com dicas de como combater o mosquito no dia a dia. O personagem também vai percorrer diferentes regiões do estado nas ações de prevenção à dengue, zika e chikungunya. Nas próximas semanas, os compromissos do Dezinho ainda incluem visitas a colégios estaduais, numa parceria da SES com a Secretaria de Estado de Educação.

Dados – De acordo com a Subsecretaria de Vigilância em Saúde da SES, no período de 1º de janeiro a 1º de fevereiro, foram notificados 901 casos suspeitos de dengue, 47 casos de zika e um caso de chikungunya. As notificações foram compiladas a partir dos dados inseridos no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan) pelos municípios de todo o estado.

– A mobilização da sociedade é fundamental para evitar a proliferação do mosquito. Com uma vistoria completa em casa, uma vez por semana, é possível interromper o ciclo de reprodução do inseto, que pode ser de até dez dias. Sabemos que este é um mosquito de hábitos domésticos, portanto, é preciso que todos façam sua parte para benefício de toda a sociedade. É o que buscamos mostrar nesta campanha – conclui Alexandre Chieppe, subsecretário de Vigilância em Saúde.

Saiba mais sobre como combater o mosquito e informe-se sobre as doenças que ele transmite em www.riocontraoaedes.com.br ou bit.ly/dezinho

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *