Dia D da Campanha Nacional de Vacinação mobiliza população do RJ

Secretaria de Estado de Saúde pretende vacinar 4,1 milhões de pessoas até 22 de maio

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_DiaD-Vacinação_itaborai_033 (1)O Dia D da campanha de Vacinação contra a a Gripe contou com postos de imunização em todo o estado, neste sábado (9/5). Abertas para atender a população que não pôde comparecer às unidades durante a semana, as unidades de saúde distribuíram a vacina que imuniza contra os três subtipos de vírus da gripe que mais circularam no último inverno: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

Em todo o país, a meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% do público-alvo, cerca de 49,7 milhões de pessoas, até 22 de maio. Só no estado do RJ, o objetivo da SES é imunizar 4,1 milhões de pessoas, nos 1.500 postos disponíveis para a vacinação.

Neste sábado, o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto, esteve em pontos de vacinação em Bangu, Caxias, Paty do Alferes, Petrópolis, Tanguá e Itaboraí para acompanhar o Dia D.

– Gripe parece uma doença inofensiva, mas em alguns casos pode ter complicações graves. É fundamental que as pessoas se conscientizem da importância da vacina, que é uma iniciativa de atenção básica essencial – afirmou Peixoto. A subsecretária de Vigilância em Saúde, Hellen Miyamoto, também acompanhou as visitas.

– A gripe é uma doença benigna para a maioria das pessoas. No entanto, em alguns grupos específicos, ela pode se agravar. É importante que ela seja tomada neste período que antecede o inverno para que os anticorpos que protegem da doença possam se desenvolver – disse ela.

Em meio a tantas carinhas desconfiadas e até choro, os pequenos Ryan e Myrella foram uma exceção. Do momento em que entraram no posto de saúde de Alta Serra, em Petrópolis, até a hora de tomar a vacina, eles não demonstraram nenhuma preocupação.

– Sempre trago os dois ao posto para serem vacinados. Acho muito importante. A vacina é a melhor forma de deixar meia filhos protegidos – contou o serralheiro Claudinei da Costa e Silva, pai das crianças.

Campanha de 2014 – Em 2014, o estado do Rio de Janeiro atingiu 83,98% de cobertura vacinal, ultrapassando a meta do Ministério da Saúde.

Contraindicação – As únicas contraindicações são a alergia aos componentes da vacina, principalmente à proteína do ovo, e os portadores de doenças neurológicas em atividade. Vale ressaltar que pessoas que podem comer ovo frito, pão, bolo ou macarrão não têm essa alergia. Quem estiver com gripe ou apresentado estado febril ou sintomas de dengue, o recomendado é esperar melhorar, para depois se vacinar. O imunizante deve ser tomado todos os anos. A escolha pelo período do outono para a aplicação é estratégica, pois a vacina precisa de duas semanas para induzir alguma proteção e de quatro a seis semanas para que a máxima proteção seja alcançada. Como o inverno é período de maior circulação do vírus, tomando a vacina no outono garante-se máxima proteção no período de maior circulação do vírus. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacinação é a forma mais eficaz para prevenir a gripe e suas complicações. Provocada pelo vírus Influenza, a gripe ataca todos os anos entre 10 e 20% da população do planeta – algo em torno de 600 milhões de pessoas. Se não for tratada, pode gerar complicações que provocam entre 250 mil e 500 mil mortes por ano e milhões de internações. As complicações mais comuns são pneumonia, infecção no ouvido (otite) e inflamação nos brônquios (bronquite).

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *