E os vencedores do Oscar Amarelo são …

10313617_799507966727410_6498433228520206514_nA 4 ª edição do Urânio Em Movi(e)mento, o International Uranium Film Festival do Rio de Janeiro, honrou os vencedores do ano durante a cerimônia de premiação na Cinemateca do Museu de Arte Moderna, dia 25 de maio. 13 documentários “atômicos” e filmes de 11 países – Argentina, Brasil, Austrália , Alemanha, Itália , Irlanda, Japão , Polônia, Turquia , Reino Unido e Ucrânia – receberam cinco Oscars Amarelos e oito reconhecimentos especiais. O Uranium Film Festival do Rio é dedicado a todos os filmes sobre energia nuclear, desde a mineração de urânio aos resíduos nucleares, de Hiroshima à Fukushima, é o “Cannes Atômico”.

O prêmio do festival, o Oscar Amarelo, foi dado para dois filmes da Alemanha “Yellow Cake. The Dirt Behind Uranium”, Short Film Version 2014 (Yellow Cake. A Sujeira Atrás do Urânio. Versão Curta) de Joachim Tschirner, na categoria melhor documentário curtametragem, e para “Final Picture” de Michael von Hohenberg, na categoria melhor ficção. O documentarista argentino vivendo no Brasil, Roberto Fernandez, recebeu o Oscar Amarelo para seu curtametragem “11:02 de 1945. Retratos de Nagasaki ” sobre os sobreviventes da bomba atômica que vivem em São Paulo. Bogna Kowalczyk da Polônia recebeu o Oscar Amarelo para seu filme de animação “After All” (Depois de Tudo) e “Fukushame. The Lost Japan” (Fukushame. O Japão Perdido) do diretor italiano Alessandro Tesei melhor documentário do festival sobre Fukushima.

Reconhecimentos especiais foram dados para …
“A2 -B- C ” do diretor Ian Thomas Ash (Japão); “Eternal Tears” (Lágrimas Eternas) da diretora Kseniya Simonova (Ucrânia); “Fallout” do diretor Lawrence Johnston (Austrália); “The Nuclear Boy Scout” (O Escoteiro Nuclear) da diretora Bindu Mathur (Reino Unido); “Inheritance” (Herança) da diretora Margaret Cox (Reino Unido); “Wake Up” (Acorda) do diretor David Bradbury (Austrália); “The Cloud Has Passed Over Us” (A nuvem passou sobre nós) do diretor Arif Yaşar Karagülle (Turquia) e “Nuclear Winter” (Inverno Nuclear) de Megan Taite, Jefferson Tolentino, Erwin Bonifacio, Robert Mullally, Shane Donohue, Jack Travers e Eimhin McNamara (diretor supervisor) da Irlanda.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *