Encontro ‘Integra Saúde RJ’ reúne prefeitos e secretários para alinhar estratégia entre Estado, União e municípios

Governador Luiz Fernando Pezão abriu o evento, onde também foi apresentado o cenário epidemiológico de dengue, zika, chikungunya e febre amarela

Apresentar o funcionamento da Secretaria de Estado de Saúde e ressaltar a importância da integração entre Governo Federal, Governo do Estado e municípios. O Integra Saúde RJ, encontro promovido pela Secretaria de Estado de Saúde em parceria com o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-RJ), contou com a presença do governador Luiz Fernando Pezão, do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, e com a participação de prefeitos e secretários municipais de Saúde de todo o Estado nesta quinta-feira (19/01).

O secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr., apresentou a estrutura organizacional da Saúde estadual e deu dicas práticas para a gestão dos representantes municipais. – Fui secretário de Saúde de Nova Iguaçu por três anos, secretário-geral do Cosems por dois anos e segundo vice-presidente do Conselho por um ano. Entendo perfeitamente a realidade dos municípios, por isso, fizemos questão de recebê-los, colocar nossa estrutura à disposição e reforçar a importância da integração entre os três entes federativos – disse o secretário.

Além da estrutura da SES, os representantes dos municípios receberam o manual para gestores municipais, lançado por Maria da Conceição de Souza Rocha, presidente do Cosems. O guia traz informações sobre a gestão de Saúde nos municípios, incluindo planejamento e metodologia.

O subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, apresentou o panorama dos casos de dengue, zika e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, e tranquilizou os prefeitos e secretários sobre a incidência de febre amarela no Estado.

– Estamos tomando todas as precauções para evitar a entrada do vírus da febre amarela no Estado, e é importante ressaltar que em 2016 e 2017 não registramos casos autóctones da doença – explicou Chieppe. Para fortalecer o combate ao Aedes aegypti, o secretário Luiz Antônio apresentou aos prefeitos a campanha 2017 criada pela SES, cujas peças serão integralmente disponibilizadas às prefeituras para download.

Em tempos de crise financeira, o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, apresentou linhas de crédito que podem ser utilizadas para unidades de saúde conveniadas ao SUS.

O evento teve também a presença da presidente do RioSolidario e primeira-dama do Estado, Maria Lucia Horta Jardim, que apresentou o programa ‘Autonomia Sim’, voltado para as pessoas com deficiência, e também a do presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conasems), Mauro Junqueira.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *