Gravidez precoce é tema de projeto pedagógico em escola de Mury

unnamedPara debater a gravidez na adolescência, alunos do 7° ano da Escola Municipal Maximiliam Falck aceitaram a sugestão da professora de Língua Portuguesa, Jaqueline Pereira da Silva, para que “cuidassem”, por uma semana, de um ovo. Ele não poderia quebrar e nem ficar sozinho. O que no começo pareceu uma brincadeira, com o passar dos dias, se transformou em papo sério e reflexão.

Segunda a diretora da unidade, professora Aline Louback, “a gravidez na adolescência é um assunto importante que deve ser debatido na escola e em casa. Os jovens precisam conversar e tirar suas dúvidas”, explicou.

Como resultado do projeto, todos os alunos chegaram à conclusão de que não estão prontos para enfrentar uma gravidez precoce. Alguns ovos quebraram e os “pais” tiveram que lidar com a perda. Refletiram que se cuidar de um ovo foi difícil, o que dirá de uma criança.

Segundo o aluno Pedro Henrique Lobo, “a experiência de cuidar de um ovo foi muito enriquecedora, porque eu aprendi a ter responsabilidade e percebi que não posso ser pai ainda por falta de maturidade.”

Durante todo o processo, várias questões foram abordadas como comprometimento, frustração, doenças sexualmente transmissíveis, entre outros.

Muitos pais ligaram para a escola agradecendo pelo projeto e vários alunos disseram que quando tiverem seus filhos, também os farão cuidar de um ovo.

FONTE: Prefeitura de Nova Friburgo
http://www.novafriburgo.rj.gov.br/

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *