Hospital Eduardo Rabello recebe prêmio do Coren-RJ por capacitação de profissionais

O Hospital Estadual Eduardo Rabello (HEER) – unidade de referência para atendimento a idosos na rede estadual – é uma das instituições a receber o 1ª Prêmio Capacita-Coren. Trata-se de uma homenagem do Conselho Regional de Enfermagem às instituições que mais colaboraram com o projeto de qualificação de enfermeiros e técnicos de enfermagem desenvolvido pelo conselho da categoria. No ano passado, os profissionais do Hospital Estadual Eduardo Rabello participaram de 13 capacitações oferecidas pelo Conselho. O prêmio será entregue às 18h desta sexta-feira (31), na Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (Unirio), na Urca.

Leia mais:

Hospital Estadual Eduardo Rabelo vence Prêmio Ser Humano 2013

A gerente do setor de enfermagem do HEER, Renata Almeida Dias, explicou que os cursos de capacitação realizados pelo Coren na unidade atendem, além dos funcionários do Hospital Eduardo Rabello, o público externo, formado também por alunos dos cursos de Técnico de Enfermagem, no ensino médio, e Enfermagem (ensino superior). Por causa disso, as capacitações alcancaram cerca de 1,3 mil pessoas no ano passado. Entre os temas que foram abordados no ano passado, estão, por exemplo, a administração de medicamentos, paradas cardiorespiratórias e a realização e leitura de eletrocardiogramas.

– A capacitação é algo em que invisto muito, e estimulo essa parceria. É atraves da capacitação que melhoramos ainda mais a qualidade da enfermagem, do atendimento ao idoso, pois sempre tem uma técnica nova, algo novo a dizer. A capacitação é um veículo para a melhoria pessoal, do profissional, e também, do atendimento prestado – explicou a gerente de enfermagem.

A avaliação sobre a importância da capacitação é referendada pelo diretor do Hospital Estadual Eduardo Rabello, Edson Mendes Nunes:

– A capacitação tem que ser uma prática contante do profissional de saúde, a atualização do conhecimento, para se inteirar de novas técnicas que surgem, é muito importante. Em especial para o profissional de enfermagem, que é quem tem o maior contato com o paciente, que passa mais tempo ao lado dele. Toda premiação é o reconhecimento do trabalho que é desenvolvido e me sinto muito lisongeado pela nossa enfermagem estar sendo homenageada – disse.

Renata Dias acrescentou que a Gerência de Enfermagem faz um trabalho de capacitação paralelo ao projeto do Coren. O programa de educação em Saúde ofereceu, o ano passado, 35 ações de capacitação dos 758 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem lotados no Hospital Eduardo Rabello. Como a presença das equipes de enfermagem são obrigatórias, os cursos se repetem ao longo da semana, para permitir que todos os plantonistas possam participar. – O plano para este ano é aumentar ainda mais essa parceria, que deu certo. A tendência e as capacitações aumentarem ainda mais, concluiu.

O hospital – O Hospital Estadual Eduardo Rabello foi inaugurado em 1973 como o primeiro hospital planejado e construído para atendimento geriátrico especializado na América do Sul. Foi pioneiro na implantação de padrões e conceitos completamente diferentes de internação de pacientes idosos, com atendimento especializado e focado nos aspectos médicos, sociais, fisioterapêuticos e psicológicos. Referência no tratamento de idosos na rede estadual de saúde, realiza, em média, 150 internações mensais. Além dos atendimentos hospitalares, oferece oportunidade de socialização para cerca de 250 idosos que frequentam o espaço Centro Dia, onde são oferecidas diversas oficinas de terapia ocupacional.

Saúde em Casa – Desde abril de 2013, pacientes do Hospital Estadual Eduardo Rabelo passaram a contar com o Projeto de Visita Domiciliar. A ideia nasceu da necessidade de acompanhamento de pacientes que passaram pela unidade e o objetivo maior é evitar reinternações desnecessárias.

Centro Dia reformado – Totalmente reformado, o espaço abriga atividades de integração e inclusão social, como aulas de dança, canto, crochê, ginástica, cinema com pipoca, palestras educativas, passeios, caminhadas, piqueniques, alongamento, coral e banda.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *