Hospital Estadual da Criança participa do IX Mutirão Nacional de Cirurgia da Criança

O Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, participa neste sábado (09/05) do IX Mutirão Nacional de Cirurgia da Criança. Serão realizadas 25 cirurgias de pequena complexidade, como hidrocele, hérnia umbilical, hérnia epigástrica, fimose, entre outros. A iniciativa tem o objetivo de reduzir a fila de espera de crianças e adolescentes com indicação cirúrgica. Esse é o quinto mutirão de cirurgias que o Hospital da Criança participa totalizando 36 cirurgias de média e alta complexidade.
O cirurgião geral Francisco Nicanor Macedo, chefe do departamento de cirurgia pediátrica geral e urológica da unidade, estará à frente da equipe de cerca de 20 profissionais, entre médicos cirurgiões, anestesiologia, enfermeiros e técnicos de enfermagem, irão participar da iniciativa. Dr. Nicanor e a equipe também irão distribuir presentes para as crianças internadas.

A unidade – Inaugurado em março de 2013, Hospital Estadual da Criança é a primeira unidade do Rio de Janeiro voltada para atendimento pediátrico, realizando 7.304 cirurgias desde sua inauguração. Com investimento de R$ 5 milhões em equipamentos e obras de adaptação, a unidade conta com 57 leitos em quartos privados, 16 de UTI neonatal, 10 de UTI pediátrica e 10 poltronas de quimioterapia, exames de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ecocardiografia e broncoscopia e serviços de fisioterapia motora e respiratória, terapia ocupacional e apoio psicológico para pacientes e familiares.

Gestão – Desde abril de 2012 a Secretaria de Saúde vem reorientando o modelo de gestão e atenção à saúde no Estado do Rio de Janeiro no intuito de melhorar a prestação dos serviços e a satisfação do usuário. A implementação dessa nova forma de administração tem como objetivos reduzir custo, melhorar a gestão e garantir um atendimento de qualidade à população. O Hospital Estadual da Criança foi viabilizado a partir de um contrato com a Rede D’Or São Luiz, que cedeu oprédio – onde antes funcionava o Hospital Rio de Janeiro – e passa a gerenciar o serviço público através da Organização Social com o Instituto D’Or de Gestão de Saúde Pública, fornecendo todos os recursos humanos e materiais necessários ao adequado funcionamento do hospital, dentro dos parâmetros e diretrizes estabelecidos pela secretaria.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *