Hospital Municipal Souza Aguiar (HMSA) inaugura Classe Hospitalar na Pediatria

Espaço atende as crianças internadas, evitando perda de vínculo com a escola

O Hospital Municipal Souza Aguiar (HMSA) inaugurou nesta quarta-feira, dia 29 de março, sua Classe Hospitalar, para atender as crianças e adolescentes internados no setor de Pediatria da unidade. É a primeira vez que o HMSA conta com o serviço, que mantém a rotina escolar dos pequenos pacientes durante o período em que estão hospitalizados e impossibilitados de ir às aulas.

“Sabemos que esse tipo de iniciativa, mais humanitária, tem um efeito positivo, possibilitando uma melhor recuperação e diminuindo o tempo de internação da criança e do adolescente. Também garante a continuidade do ensino para que, ao voltar para a escola, eles não fiquem atrasados em relação ao conteúdo dado nos dias em que estiveram no hospital”, explica o diretor geral do HMSA, Antônio Araújo.

Convênio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com a Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer (SMEEL), a Classe Hospitalar funciona de segunda a sexta-feira, pela manhã e à tarde, numa sala exclusivamente preparada no setor de Pediatria, voltada a todas as crianças internadas. A metodologia de trabalho é capaz de atender aos alunos da creche ao 9º ano do Ensino Fundamental, com conteúdos específicos para cada etapa do ensino, com base nos Cadernos Pedagógicos da SMEEL.

Os responsáveis pela Classe Hospitalar se encarregam também do contato com a escola de origem das crianças e liberação da documentação necessária, para que haja comprovação de continuidade do ensino durante a internação e abono das faltas. Para os alunos que estudam na rede municipal de ensino do Rio, as provas oficiais das escolas podem ser inclusive aplicadas no hospital.

Presente à inauguração, o secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, ressaltou a importância do serviço para os pacientes pediátricos e elogiou a dedicação da equipe responsável por sua implantação: “Agradecemos muito à Secretaria de Educação pela parceria e a todos os profissionais do hospital e da Educação envolvidos na criação da Classe Hospitalar”.

De acordo com a professora Karla Bastos, responsável pela Classe Hospitalar do Souza Aguiar, em torno de 80% dos pacientes pediátricos atualmente internados na unidade são alunos da rede municipal de ensino do Rio e estão muito empolgados com o espaço. Nesta quarta-feira, ela já dava aula para algumas crianças e adolescentes, entre eles José Felipe Calaça Chagas, de 9 anos, aluno do 4º ano da Escola Municipal Rio Grande do Norte, em Campo Grande, e Matheus Azevedo Gomes, de 12, que faz supletivo do Ensino Fundamental no Ciep Hélio Smidt, no Complexo da Maré.

Completando o exercício passado pela professora, Matheus contou ter aprovado a experiência na Classe Hospitalar: “É muito bom. Se você ficar parado, vai desaprendendo tudo o que aprendeu na escola. Aqui é como se fosse um reforço.”

O atendimento pedagógico da Classe Hospitalar funciona há 64 anos no Hospital Municipal Jesus, especializado em pediatria. A SMEEL mantém parcerias também para a oferta do serviço em sete hospitais ou institutos de outras gestões públicas. O Souza Aguiar é a nona unidade pública de saúde no município a contar com o programa.

A participação das crianças e adolescentes na Classe Hospitalar durante o período de internação – especialmente em casos de longa permanência – traz muitos benefícios, entre eles: o aluno não perde o vínculo com as aulas; não perde a escolarização; e tem resguardado o direito à Educação, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *