Investimentos da Saúde na Baixada Fluminense

Em cinco anos, a Secretaria de Estado de Saúde já investiu em unidades próprias e em repasse aos municípios da Baixada Fluminense para investimento e custeio valores em torno de R$ 1,5 bilhão.

O município de Nova Iguaçu recebe do Governo do Estado repasses mensais de recursos para co-financiamento da atenção básica e farmácia básica. A cidade conta, ainda, com duas UPAs e uma farmácia popular, geridas pelo Estado. O município também recebeu do Governo do Estado duas novas ambulâncias para reforçar o atendimento na cidade.

Especificamente para o atendimento a gestantes e recém-nascidos, pagamento de funcionários para UTI neonatal o município de Nova Iguaçu vem recebendo repasse mensal de R$ 890 mil do projeto Rede Cegonha, desde outubro de 2011.

Abaixo, segue listagem de todos os investimentos na Baixada Fluminense.


INVESTIMENTOS DO ESTADO NA BAIXADA


UNIDADES DE SAÚDE DO GOVERNO DO ESTADO NA BAIXADA:

1. UPAs

As UPAs construídas pelo Governo do Estado na Baixada realizaram 1.994.520 atendimentos desde a sua inauguração. São elas:

Nova Iguaçu (Cabuçu): gestão nossa
Nova Iguaçu 2 (Três Corações): gestão nossa
Queimados: Municipalizada
Belford Roxo: Municipalizada
São João de Meriti: Municipalizada
Nilópolis: Municipalizada
Duque de Caxias: gestão nossa
Duque de Caxias 2 (Sarapuí): gestão nossa
Itaguaí: Municipalizada

2. HOSPITAIS

– Hospital da Mulher – São João de Meriti
Inaugurado há dois anos, é referência no atendimento à gravidez de alto risco para mulheres de todo o estado. Foram investidos pela SES R$ 40 milhões na instalação do hospital, que conta com 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, 29 leitos de Unidade Intermediária (UI) neonatal e 20 leitos de UTI neonatal. Tem também ambulatório especializado, com atendimento em ginecologia, mastologia, clínica geral, cardiologia, endocrinologia, psicologia, odontologia, nutrição, enfermagem e serviço social, além de exames laboratoriais, raios-x, mamografia, eletrocardiograma, cardiotocografia, entre outros. Desde a sua inauguração foram realizadas mais de 10 mil internações.

– Hospital Melchíades Calazans – Nilópolis
O Hospital Estadual Vereador Melchiades Calazans (HEVMC) possui 99 leitos e atende, em média, mil pacientes por mês. O hospital é referência em maternidade de alto risco, UTI adulto e neonatal, obstetrícia de alto risco, clínica cirúrgica e clínica médica. Referência também em operações de varizes, na unidade foram realizadas mais de 400 desde sua inauguração, em 2007. Desde agosto possui também um centro de tratamento de queimados, primeiro da rede da SES para atender a pacientes com queimaduras de segundo e terceiro graus, com 7 leitos

– Hospital Estadual Adão Pereira Nunes – Duque de Caxias
O Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN) dispõe de 3.200 profissionais, entre médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, biólogos e assistentes sociais. Apenas em 2011, o HEAPN realizou mais de 222 mil atendimentos, sendo cerca de 107 mil de emergência de pacientes de toda a Baixada Fluminense. Um dos destaques da unidade é o programa SOS Reimplante, que é o único no estado que funciona 24H (entre público e privado). Além dele, apenas um hospital oferece esse serviço em todo o país. Outra área em que o HEAPN se destaca são as cirurgias cerebrais, com uma média de 800 procedimentos por ano. A emergência do HEAPN também é a única do Sistema Único de Saúde a possuir Ressonância Magnética 24 horas. O HEAPN também possui maternidade para atendimentos de alto risco, com 38 leitos de alojamento conjunto, mais 11 leitos de UTI pediátrica e 18 de UTI/UI neonatal.

3. SERVIÇO

Somente no município de Nova Iguaçu, entre 2010 e 2011, o Tomógrafo Móvel e a Ressonância Magnética Móvel da SES atenderam a população da cidade em três ocasiões, realizando 2.081 tomografias computadorizadas e 855 ressonâncias. Com custo de R$ 8,4 milhões.

4. FARMÁCIA POPULAR

São três unidades na Baixada (Nova Iguaçu, Caxias e São João de Meriti), com despesa de R$ 31 milhões.


REPASSE DE RECURSOS DO GOVERNO DO ESTADO PARA A BAIXADA
 (em 5 anos)

– Pagamento de leitos de UTI neonatal em unidades privadas na Baixada para suprir demanda
R$ 63 milhões

– Co-Financiamento da Atenção Básica
R$ 24,8 milhões

– Assistência Farmacêutica Básica
R$ 35,5 milhões

– Programa de Apoio aos Hospitais (PAHI)
Repasse de recursos aos municípios de Seropédica, Japeri e Itaguaí no valor de R$ 2,6 milhões

– Hospital Municipal Moacyr do Carmo – Duque de Caxias
R$ 20 milhões

– Ambulatório de Hipertensão e Diabetes – Queimados
R$ 2,4 milhões

– Apoio à Policlínica de Belford Roxo
R$ 1 milhão


PRÓXIMAS INAUGURAÇÕES DO GOVERNO DO ESTADO NA BAIXADA

– Maternidade de Mesquita
A unidade terá capacidade para realizar  6.480 partos/ano, 84 mil consultas ambulatoriais/ano e 20,4 mil exames de ultrassom por ano. Serão 70 quartos para mãe e bebê, 12 salas de pré-parto e parto, 4 leitos pós-operatório, com equipamentos de suporte à vida para as mães, e 8 leitos com equipamentos de suporte à vida para os recém-nascidos.  PREVISÃO DE INAUGURAÇÃO: final do 1o. semestre de 2012

– Hospital de Cardiologia no município de Queimados 
Leitos: Enfermaria (125) e UTI  (56) – mais de R$ 18 milhões de investimento apenas pelo Governo do Estado (há recursos do Ministério da Saúde)
A nova unidade terá oito pavimentos com sete salas cirúrgicas, 56 enfermarias, laboratórios de imunologia, hematologia e bioquímico, sete salas de ecocardiograma, três salas de Eco/Ultrassom,sala de tomografia, sala de ressonância magnética, duas salas de medicina nuclear e três consultórios de fisioterapia.

– Hospital de Oncologia da Baixada em Nova Iguaçu
– Leitos: Enfermaria (168) e UTI  (67) – mais de R$ 96 milhões
Vai ampliar a assistência oncológica para pacientes adultos e pediátricos diagnosticados em outras unidades do SUS, possibilitando o tratamento precoce. A ideia é reduzir a sobrecarga do INCA e disponibilizar cuidados de alta complexidade para a região da Baixada Fluminense, carente deste tipo de atenção.

– Hospital Estadual do Trauma em Nova Iguaçu
– Leitos: Enfermaria (100) e UTI  (296) – mais de R$ 126 milhões
Visa atender pacientes vítimas de acidentes na região da Av. Brasil e vai ajudar a organizar a porta de entrada da emergência na Baixada Fluminense, permitindo melhor qualidade de atendimento das urgências e emergências clínicas e cirúrgicas na região.

– Centros de Trauma e Queimados no HEAPN 
– Leitos: Enfermaria (196) e UTI  (64) – mais de R$ 80 milhões
A construção do Centro de Trauma e Queimados, anexo ao Hospital Estadual Adão Pereira Nunes localizado na Rodovia Washington Luiz, KM 109, BR 040, exercerá papel de centro de referência e excelência destinado ao atendimento de média e alta complexidade a usuários de qualquer idade de todo o Estado, por demanda espontânea e referenciada, que apresentem Urgências e Emergências traumatológicas e grandes queimados.

– 7 novas UPAs na Baixada: Nova Iguaçu, Mesquita, Seropédica, Japeri, Caxias (lote 15), Magé e São João de Meriti.

– Rio Farmes – Prevista para inaugurar em abril/2012, a unidade terá capacidade para atender até 4 mil pacientes por mês.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *