Mais de 700 exames de ressonância magnética serão feitos em Macaé e municípios próximos

Entre os dias 24 de setembro e 25 de outubro, Macaé recebe o serviço de ressonância magnética móvel. O aparelho ficará na Praça Washington Luiz (Praça do posto de saúde Jorge Caldas). Os moradores de Conceição de Macabu, Carapebus, Quissamã, Casemiro de Abreu e Rio das Ostras também poderão fazer exames através de agendamento prévio, que é feito pelas secretarias municipais de Saúde. Mais de 700 exames de ressonância magnética serão feitos em Macaé e municípios próximos

Desde agosto de 2010, quando foi inaugurado, o serviço já realizou 18.242 exames e tem capacidade para fazer até 43 procedimentos por dia. O único aparelho de ressonância magnética instalado em uma unidade pública de emergência no estado do Rio de Janeiro encontra-se no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. O RioImagem, centro de diagnóstico por imagem da Secretaria de Estado de Saúde (SES), também oferece o exame. Até o momento, as duas unidades realizaram 48.753 exames em pacientes de todo o estado.


Além da ressonância magnética móvel, o Rio de Janeiro conta com dois tomógrafos computadorizados móveis da SES que também rodam todo o estado atendendo regiões em que não há esse tipo de exame na rede pública de saúde ou que o serviço já existente não seja capaz de suprir a demanda.


Agendamentos – Os agendamentos do serviço de ressonância móvel são feitos pelas secretarias municipais de Saúde, que recebem o pedido médico do paciente, encaminham a planilha com as demandas para o serviço da SES e informam os pacientes sobre a data, hora e local do procedimento. Quem tem celular recebe essas informações via torpedo telefônico até 48 horas antes do dia marcado. Após um período de 10 a 15 dias úteis, o município entrega os resultados ao paciente para que sejam encaminhados ao seu médico.


Recomendações – O exame de ressonância magnética móvel não é indicado para pacientes com clip de aneurisma, marcapasso, grávidas de até 12 semanas, stent ou filtro vascular com menos de 6 semanas, piercing, que precisa ser retirado, respirador e bomba infusora. Além disso, a pessoa não deve passar gel no cabelo ou ir com ele molhado, não passar pomada no local a ser examinado, fazer jejum de 2 horas para todos os exames, exceto abdome superior, que exige 6 horas de jejum. O paciente não deve suspender qualquer medicação em função do jejum, mas apenas tomar com pequena quantidade de água.


FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro 

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *