Negligência

Um ano após cirurgia, paciente descobre materiais cirúrgicos no abdômen

Uma suposta negligência durante uma cirurgia de retirada do útero no Hospital Santa Lúcia, no Distrito Federal, por pouco, não custou a vida da servidora pública Rosilane do Carmo Rocha, 50 anos. Três instrumentos cirúrgicos foram encontrados no abdômen da mulher, um ano e dois meses após o procedimento, realizado em 15 de julho de 2010. Entre eles, estava um material metálico torto com 9,6 centímetros de comprimento e 1,5 cm de espessura, com características de uma alça de compressa ginecológica. Um tecido e um material de borracha também foram retirados do corpo da paciente. Esta semana, a servidora entrou com um processo na Justiça alegando danos morais, materiais e estéticos.

O sofrimento de Rosilane começou logo após passar os efeitos da anestesia aplicada durante a operação feita em 2010. Na manhã seguinte ao procedimento, ela diz não ter suportado as fortes pontadas na região abdominal. “Fiquei tão desesperada de dor que liguei para a médica, mas não fui atendida. Cismei que a sonda, para drenagem da urina, estava machucando a minha bexiga”, relatou. Duas enfermeiras passaram a acompanhar Rosilane em casa durante uma semana, quando ela estava de alta, mas as dores continuavam intensas.

FONTE: CONTER

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *