Nova Friburgo participará da Campanha do Dia Mundial de Combate à Aids

A Secretaria de Saúde de Nova Friburgo, através da Subsecretaria de Vigilância em Saúde e do programa DST/Aids, em parceria com a Pastoral pela Vida da CNBB – Confederação Nacional dos Bispos do Brasil –  realizará nos dias 27 e 28 deste mês de novembro, de 8:00 as 13:00 horas, a Testagem Rápida do HIV e Sífilis no ambulatório da Catedral São João Batista. No dia 1º de dezembro, também no mesmo horário, em comemoração ao Dia Mundial de combate à Aids, serão realizadas diversas ações na Praça Demerval Barbosa Moreira.

O objetivo da campanha é a diminuição da vulnerabilidade à infecção pelo HIV no município, promovendo o diagnóstico precoce, estimulando a adoção de práticas sexuais seguras e garantindo insumos de prevenção para a população em geral. O público será alertado também quanto às vantagens do uso do gel lubrificante e sobre novas estratégias de prevenção, assim como na redução do estigma e preconceito contra a doença.

No dia 1º de dezembro, a abertura do evento ocorrerá às 8h com a Missa em ação de Graças pela vida, na Catedral São João Batista. Ao término da missa, será oferecido um café da manhã para os portadores, em parceria com a Pastoral pela Vida. Ao longo do dia ocorrerão aferições de pressão arterial, sessões de massoterapia em parceria com a ADINF (Associação dos Diabéticos de Nova Friburgo), distribuição de folders informativos e aconselhamento/coleta de sangue para exames de HIV, Hepatite B e C e Sífilis no ônibus da saúde.

O evento contará com a participação dos alunos da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estácio de Sá, Escola de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, CAPS (Centro de Apoio Psicossocial), Centro de Combate à Homofobia e ADINF.

Vale ressaltar que o teste rápido para o diagnóstico de HIV leva apenas 15 minutos, necessitando apenas de uma gota de sangue da ponta do dedo para fornecer o resultado.  Não é necessário jejum prévio, sendo requisitado apenas um documento de identidade original com foto.

Atualmente, cerca de 35 milhões de pessoas vivem com o vírus do HIV no mundo. O diagnóstico precoce da doença e o aumento do acesso ao tratamento tem dado mais sobrevida aos infectados.Segundo a ONU, a meta é que em 2015 ao menos 15 milhões estejam recebendo tratamento antirretroviral. Até o fim de 2012, o número era de 9,7 milhões, 20% a mais do que no ano anterior.

No Brasil, o estudo informa que, em 2001, entre 430 mil e 520 mil brasileiros viviam com o vírus do HIV. Em 2012, a estimativa ficou entre 530 mil e 660 mil. A ONU não divulga a quantidade de novos infectados anualmente no país, mas relata que houve redução na relação mortes/por ano em uma década. E ainda, um quarto dos brasileiros com HIV não sabe que está infectado.

FONTE: Prefeitura de Nova Friburgo
http://www.novafriburgo.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *