Curso gratuito para ambulantes será na próxima terça

Aula será aplicada pela Vigilância Sanitária e inscrições podem ser feitas pela internet

Na próxima terça, dia 25, a Vigilância Sanitária realiza mais um curso gratuito para ambulantes, sobre “Noções básicas de higiene para manipuladores de alimentos”. Serão disponibilizadas 50 vagas e os alunos vão aprender a manipular e acomodar corretamente os alimentos que comercializam nas ruas. O objetivo é orientá-los sobre os cuidados higiênico-sanitários que devem ser tomados, com a finalidade de diminuir a ocorrência das doenças transmitidas pela comida.

O curso será somente de uma aula de três horas, que será ministrada por técnicos da Vigilância Sanitária especialistas na prevenção de riscos sanitários e de doenças transmitidas por alimentos. Ao final, haverá a distribuição de um certificado de participação individual. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo telefone 2224-4606 ou pelo e-mail geducavisa@gmail.com, com o preenchimento da ficha de inscrição disponibilizada no site www.rio.rj.gov.br/vigilanciasanitaria.

Durante o encontro, serão apresentadas as normas para a higiene e controle de alimentos e como ocorrem as contaminações microbianas, além de outras consequências da manipulação incorreta. Haverá também dicas de cuidados com os alimentos, de acordo com sua origem (carnes, frios e embutidos, pescados, aves e ovos, produtos lácteos, etc), e de conservação e armazenamento.

O ambiente de trabalho também é alvo do curso, que ensina regras de asseio, higiene pessoal, lavagem, desinfecção e de controle de insetos e roedores. A legislação com normas higiênico–sanitárias também será apresentada e discutida com os participantes.

O encontro começa às 14h e vai até 17h, no auditório da Vigilância Sanitária, que fica na Rua do Lavradio, 180, na Lapa. Para aqueles que não puderem participar na próxima terça, haverá outros cursos com o mesmo tema nos dias 29 de agosto, 26 de setembro, 31 de outubro, 28 de novembro e 12 de dezembro.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Ministério da Saúde lança estratégia para reduzir mortalidade neonatal

A iniciativa visa reduzir a asfixia no nascimento, infecções da corrente sanguínea associada a cateter, além de aumentar a taxa de aleitamento materno

O Ministério da Saúde acaba de lançar a QualiNEO, uma estratégia que visa diminuir a mortalidade neonatal e qualificar o atendimento ao recém-nascido nas maternidades das regiões Norte e Nordeste. Inicialmente, a estratégia contemplará nove estados que concentram as maiores taxas de mortalidade neonatal no país: Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Roraima e Sergipe. O Ceará também fará parte do grupo, mas foi escolhido por ser um centro de referência da Rede Cegonha, estratégia do Ministério da Saúde que proporciona às mulheres saúde, qualidade de vida e bem estar durante a gestação, parto, pós-parto e o desenvolvimento da criança até os dois primeiros anos de vida.

O QualiNEO visa qualificar as práticas de atenção ao recém-nascido de risco, que integra as diversas ações do Ministério da Saúde voltadas à saúde da criança. A iniciativa será desenvolvida durante dois anos (junho de 2017 a julho de 2019) nas maternidades selecionadas. Ao final desse período, a pasta entregará um selo de qualidade às instituições que, além de integrar a estratégia, também conquistaram melhoras nos indicadores de assistência. Entre estas melhorias, destacam-se a redução da mortalidade neonatal (primeiros 28 dias de vida), casos de asfixia no nascimento e de infecções da corrente sanguínea associada a cateter, além do aumento na taxa de aleitamento materno. As maternidades também estarão aptas a compartilhar esta estratégia com outras unidades de saúde em seu estado.

A proposta é reunir as principais ações desenvolvidas pela pasta voltadas à saúde da criança, como Hospital Amigo da Criança, Método Canguru (atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso), Bancos de Leite Humano, qualificação e habilitação de leitos neonatais, Reanimação e Transporte Neonatal. Por meio de apoio técnico e capacitação de profissionais, será garantindo ao recém-nascido o melhor início de vida. A nova estratégia pretende dar continuidade à qualificação perinatal iniciada com a Rede Cegonha.

ACOMPANHAMENTO – Em cada estado foram selecionadas três maternidades para receber a estratégia neste primeiro momento. A seleção das instituições levou em conta critérios como ser referência no Método Canguru, ser hospital de ensino ou ser a unidade que concentra o maior número de óbitos neonatais no estado. Depois de elaborada, a estratégia foi pactuada com os estados envolvidos. Até agosto, equipes do Ministério da Saúde irão aos estados para assinatura dos termos de compromissos, realização de oficinas de qualificação da atenção neonatal e elaboração dos planos de ação. As oficinas devem acontecer semestralmente.

O acompanhamento e monitoramento cotidiano das práticas de atenção neonatal e indicadores de assistência será realizado, tanto presencialmente quanto via plataforma eletrônica. Serão realizadas videoconferências bimestrais com os estados e utilização da plataforma da estratégia com fóruns de discussão, chats, estudos de caso, compartilhamento de experiências e materiais de apoio.

A Estratégia QualiNEO baseia-se nos princípios e diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH, 2003) e da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNASIC, 2015). Esta estratégia possui os seguintes pilares estruturais: Foco nos processos de trabalho em saúde e nas práticas baseadas em direitos e evidências científicas; Articulação de saberes, fazeres e interesses de gestores, profissionais e usuários, como sujeitos diretamente envolvidos no cuidado ao processo de parturição e nascimento; Práticas educativas que funcionem como dispositivos para análise coletiva, compartilhamento, fomento e ampliação de experiências.

Confira as maternidades selecionadas para participar da Estratégia QualiNEO:

UF

MUNICÍPIO

CNES

ESTABELECIMENTO

AM

MANAUS

6627595

INSTITUTO DA MULHER DONA LINDU

AM

MANAUS

2019558

MATERNIDADE BALBINA MESTRINHO

AM

MANAUS

3151794

MATERNIDADE DE REFERENCIA ANA BRAGA

AP

MACAPÁ

2020890

HOSPITAL SAO CAMILO E SAO LUIS

AP

SANTANA

2021064

SES AP HOSPITAL ESTADUAL DE SANTANA

AP

MACAPÁ

2020068

SES AP HOSPITAL DA MULHER

BA

SALVADOR

3859

HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS

BA

SALVADOR

4731

MATERNIDADE CLIMERIO DE OLIVEIRA (UFBA)

BA

SALVADOR

3956369

MATERNIDADE PROFESSOR JOSE MARIA DE MAGALHAES NETO

CE

FORTALEZA

2499363

HGCC HOSPITAL GERAL DR CESAR CALS

CE

FORTALEZA

2497654

HGF HOSPITAL GERAL DE FORTALEZA

CE

FORTALEZA

2481286

MATERNIDADE ESCOLA ASSIS CHATEAUBRIAND

CE

SOBRAL

3021114

SANTA CASA DE MISERICORDIA DE SOBRAL

MA

CAXIAS

2453665

MATERNIDADE CARMOSINA COUTINHO

MA

IMPERATRIZ

2452383

HRMI HOSPITAL REGIONAL MATERNO INFANTIL DE IMPERATRIZ

MA

SAO LUIS

2726653

HOSPITAL UNIVERSITARIO HUUFMA

MA

SAO LUIS

2309254

MATERNIDADE DA COHABMATERNIDADE MARLY SARNEY

MT

CUIABÁ

2659107

HOSPITAL GERAL UNIVERSITARIO

MT

CUIABÁ

2311682

HOSPITAL SANTA HELENA

MT

CUIABÁ

2655411

HOSPITAL UNIVERSITARIO JULIO MULLER

PA

BELEM

2333031

HOSPITAL DE CLINICAS GASPAR VIANA

PA

BELEM

2752700

SANTA CASA DE MISERICORDIA DO PARA

PA

ANANINDEUA

2615835

HOSPITAL ANITA GEROSA

PI

TERESINA

2323397

MATERNIDADE DONA EVANGELINA ROSA

PI

TERESINA

2727064

MATERNIDADE MUNICIPAL PROF WALL FERRAZ

PI

PARNAIBA

8015899

HOSPITAL ESTADUAL DIRCEU ARCOVERDE

RR

BOA VISTA

2566168

HOSPITAL MATERNO INFANTIL N SRA DE NAZARETH

SE

ARACAJU

2232

HOSPITAL SANTA IZABEL

SE

ARACAJU

5714397

MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Brasil é reconhecido pela OMS nas ações de combate e prevenção ao tabagismo

Pesquisas realizadas pelo Ministério da Saúde foram destaques nas políticas de controle aos perigos e doenças provocadas pelo produto

O Brasil é um dos oito países que atingiram quatro metas ou mais, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para reduzir doenças e mortes relacionadas ao tabaco (MPOWER). A informação vem do relatório “Who report on the global tobacco epidemic, 2017” divulgado pela entidade, nesta quarta-feira (19). O texto destaca, também, as ações que o Ministerio da Saúde vem realizando no monitoramento do tabagismo no país, através de levantamentos como a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS).

Além do Brasil, o Irã, Irlanda, Madagascar, Malta, Panamá, Turquia e Reino Unido conseguiram cumprir algumas das medidas, como: o monitoramento de políticas de uso e de prevenção do tabaco, a proteção dos fumantes passivos, o oferecimento de tratamento para quem deseja parar de fumar, a divulgação dos perigos de se fumar; a proibição de publicidade, promoção e patrocínio do tabaco e o aumento de impostos sobre o produto.

No Brasil, a política de controle do tabaco, conseguiu reduzir em 35% a prevalência de fumantes nas capitais brasileiras nos últimos 10 anos, segundo a Vigitel. A pesquisa, que é realizada, pelo Ministério da Saúde, nas 26 capitais e no Distrito Federal apontou a queda no percentual de 15,7%, em 2006, para 10,2%, no ano passado. Entre aqueles que fumam 20 cigarros ou mais por dia a prevalência, também, foi decrescente. Caiu de 4,6% em 2006 para 2,8% em 2016. O Vigitel também verifica a questão do fumo passivo. No total de capitais, a prevalência de fumantes passivos no trabalho também caiu de 2009 (12,1%) a 2016 (7,0%).

A proibição da publicidade de cigarros nos meios de comunicação e pontos de venda e do consumo de tabaco em ambientes fechados, a obrigatoriedade das imagens de advertência sanitária nos maços e os projetos para a cessação de fumar no SUS, também, foram passos importantes para redução do consumo de tabaco no país. Por isso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abriu este ano uma consulta pública para atualização das imagens e advertências nas embalagens de tabaco.

A medida mais eficaz para reduzir o consumo, no entanto, foi o aumento de preços por meio da elevação dos impostos, recomendação da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco, tratado mundial ratificado pelo Brasil em 2005.  Segundo dados da Vigitel, em 12 capitais houve tendência de estabilidade na prevalência de fumantes até 2010 e redução a partir 2011.

Como parte da política de combate ao tabagismo, o SUS oferece tratamento gratuito para fumantes nas Unidades Básicas de Saúde. São ofertados adesivos, pastilhas e gomas de mascar. Com esses tratamentos, o Ministério da Saúde gastou R$ 23,77 milhões.

CUSTOS DO TABAGISMO – Uma pesquisa do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostrou que o consumo de cigarros e outros derivados causa um prejuízo de R$ 56,9 bilhões ao país a cada ano. Deste total, R$ 39,4 bilhões são com custos médicos diretos e R$ 17,5 bilhões com custos indiretos, decorrentes da perda de produtividade, provocadas por morte prematura ou por incapacitação de trabalhadores.

O estudo verificou que a arrecadação total de impostos pela União e estados, com a venda de cigarros no país em 2015, foi de R$ 12,9 bilhões. Ou seja, o saldo negativo do tabagismo para o país foi de R$ 44 bilhões, quando se subtrai os gastos da saúde em relação aos impostos arrecadados.

Segundo o estudo, as doenças relacionadas ao tabaco que mais oneraram em 2015 o sistema público e privado de saúde no Brasil foram: doença pulmonar obstrutiva crônica-DPOC – principalmente enfisema e asma – (R$ 16 bilhões); doenças cardíacas (R$10,3 bilhões); tabagismo passivo e outras causas (R$4,5 bilhões); cânceres diversos de esôfago, estômago, pâncreas, rim, bexiga, laringe, colo do útero e leucemia (R$4 bilhões); câncer de pulmão (R$2,3 bilhões); acidente vascular cerebral (AVC)(R$2,2 bilhões); e pneumonia (R$146 milhões).

A pesquisa teve coordenação científica da Fundação Oswaldo Cruz e do Instituto de Efectividad Clínica y Sanitaria (IECS), da Universidade de Buenos Aires. O INCA financiou o estudo por meio de um acordo técnico com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e com subsídios do International Development Research Centre (IDRC), do Canadá.

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

I Evento de Radiologia do Grupo Chernicharo de Radiologia

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Palestra: “Vou Para o Estágio em Radiologia, Como Devo Proceder?” na Torre do Shopping Nova América em Del Castilho – Rio de Janeiro-RJ

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Palestra: “Numeradores e Fatores Elétricos” na Torre do Shopping Nova América em Del Castilho – Rio de Janeiro-RJ

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Curso Gratuito de Férias no CRTR-RJ

O CRTR/RJ disponibiliza aos Alunos e profissionais da Radiologia, Cursos Gratuitos a partir de Terça-feira, dia 25 de julho na sua sede,situada a Av. Presidente Vargas, 534 – 7º Andar – Centro – Rio de Janeiro-RJ. As inscrições serão feitas pelo e-mail: eventos@crtrrj.gov.br. As vagas são limitadas a 25 por curso, para a emissão do certificado será cobrada uma taxa de R$ 20,00, o valor terá que ser depositado na conta corrente do Banco Caixa Econômica Federal, Ag. 0198, c/c 0695-8, Op. 003. Só efetue o pagamento depois da confirmação de sua inscrição.

A Presidente da Comissão de Educação Cátia Benevides falou que “A nova Diretoria está capacitando os futuros profissionais para entrarem mais aptos e assim terão mais oportunidades no mercado de trabalho”.

A listagem de todos os cursos estão a abaixo:

Data Dia Horário Professor  Tema / Aula
25/07 Terça-feira 09h ao 12h Elias Teixeira Conhecendo a Radiologia Veterinária
26/7 Quarta-feira 09h ao 12h Priscila Guedes Princípios da Dessimetria Óssea
27/08 Quinta-feira 09h ao 12h Luciano Santa Rita A abrangência da Área Industrial
28/07 Sexta-feira 09h ao 12h Uilson Melo Tomografia Computadorizada e suas gerações até a atualidade
31/07 Segunda-feira 17h à 20h Carlos Rocha Achados em radiologia de tórax
01/08 Terça-feira 17h à 20h Michael Silva Fundamentos da ressonância magnética nuclear
02/08 Quarta-feira 17h à 20h Richard S.Dias Radiologia Odontológica- Técnica e mercado de trabalho
03/08 Quinta-feira 17h à 20h Anderson Pantoja Princípios básicos de medicina nuclear e radiofarmácia
04/08 Sexta-feira 17h à 20h Mirella Kabad Radiologia Forense e suas aplicabilidades ante mortem e post mortem

OBS : Fiquem atentos aos horários dos Cursos que serão ministrados na parte da manhã e a tarde.

FONTE: CRTR-RJ
http://www.crtrrj.gov.br

Publicado em Blog | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário