Pré-Conferência define propostas para a Conferência Municipal de Saúde

Realizada neste sábado, 3, no campus sede do Unifeso (Centro Universitário Serra dos Órgãos), no Alto, a I Pré-Conferência Municipal de Saúde reuniu conselheiros, gestores, líderes comunitários, estudantes, servidores municipais, profissionais de saúde e prestadores de serviço do setor. Em pauta, a análise da rede de saúde existente no município e a definição de propostas para a melhoria do atendimento à população.

Sugestões como mudança no sistema de agendamento de consultas médicas, organização da assistência farmacêutica, realização de concurso público e informatização da rede foram elencadas entre as prioridades a serem debatidas durante a XI Conferência Municipal de Saúde, que acontecerá nos dias 30 e 31 de agosto e 1º de setembro, no Unifeso.

O secretário municipal de Saúde, Carlos Otávio Sant’Anna, fez a abertura do evento, acompanhado do subsecretário, Hamilton Galdino, e de equipe técnica, bem como do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Valdir Paulino. Também marcou presença a professora Mariana Beatriz Arcuri, diretora do Centro de Ciências à Saúde do Unifeso. A coordenação dos trabalhos ficou por conta de Monique Sandim Bartole, presidente da comissão organizadora da Pré-Conferência de Saúde, e equipe.

“A Conferência é extremamente importante para discutir todas as questões que permeiam a saúde pública em Teresópolis. Na Pré-Conferência nós começamos com temas os mais variados e vamos afunilando, até definir os mais importantes e que merecem destaque em discussões na Conferência”, explicou o secretário de Saúde.

De acordo com Carlos Otávio, a proposta é realizar uma conferência com ampla participação popular. “Esse ano temos o planejamento de fazer a maior conferência de saúde da história de Teresópolis, com a maior participação popular. Por isso, nós pedimos que todos se inscrevam e tragam os seus temas para o debate, para que quando realizarmos a carta final, tenhamos contemplado o máximo possível de assuntos em nossas discussões”.

Chefe médica da Câmara Técnica Multidisciplinar da Secretaria Municipal de Saúde, a professora universitária Edneia Tayt-Sohn Martuchelli fez palestra na Pré-Conferência sobre o tema ‘Rede de saúde no município de Teresópolis’. Conselheira de saúde há mais de 20 anos e presidente por duas vezes do Conselho Municipal de Saúde, Edneia Martuchelli relembrou os marcos legais do SUS (Sistema Único de Saúde) desde a Constituição Federal de 1988 até os dias atuais, mostrando avanços e desafios.

Ela fez um panorama da rede instalada em Teresópolis, com as unidades e serviços existentes, enfatizando que, para funcionar como deve, a rede de saúde deve estar organizada e levar em conta as necessidades da população.

“As redes são um mote para garantir a qualidade do serviço ofertado à população, e de forma universal. Trazemos uma proposta de organizar os serviços de saúde do município de forma coerente com a política nacional de saúde nesse processo de rede. Ou seja, interligando as diferentes unidades e identificando as necessidades de saúde da população para ofertar, através de um estudo técnico, aquilo que a população deseja. Essa é uma função da Secretaria Municipal de Saúde, mas quem deve determinar as necessidades para o desenho dessa rede é a população”, pontuou.

FONTE: Prefeitura Municipal de Teresópolis
http://www.teresopolis.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *