Prefeitura Realiza Primeiro Simulado para Chuvas Fortes do Ano

O exercício será realizado em 17 comunidades que receberam os equipamentos de alerta em 2012

A Defesa Civil Municipal realiza neste domingo, dia 25, o primeiro exercício simulado do ano, de desocupação em 17 comunidades que já contam com o Sistema de Alerta e Alarme para chuvas fortes. Comunidades localizadas nos bairros do Alemão, Brás de Pina, Engenho da Rainha, Inhaúma, Madureira, Olaria, Penha, Penha Circular, Piedade, Tomás Coelho e Vicente de Carvalho receberão simultaneamente o treinamento.

Moradores de 1.608 residências localizadas em áreas de risco dessas comunidades participarão do exercício. Cerca de 450 pessoas, entre técnicos da Defesa Civil, agentes comunitários e de meio-ambiente e voluntários, irão orientar a população a respeito do acesso aos pontos seguros. Quando as sirenes forem acionadas, os moradores das áreas de risco deverão deixar suas casas e se dirigir a um dos 27 pontos de apoio pré-definidos pela Prefeitura. Nos locais, haverá sinalização específica indicando as rotas.
Em um novo mapeamento elaborado pela Geo-Rio, mais 35 comunidades, em um total de 3.478 imóveis, foram considerados áreas de risco e, com isso, receberam o sistema. Em caso de ocorrências de chuvas, a comunicação é feita por meio de SMS (torpedos) para aparelhos celulares cedidos pela Prefeitura aos agentes e lideranças. Todas as comunidades mapeadas contam com representantes treinados para uso dos aparelhos.
Os agentes e líderes comunitários recebem, ainda, um relatório fotográfico da sua área e uma cartilha com orientações. Os moradores das áreas onde estão sendo instalados os equipamentos de alerta também ganham material educativo para orientá-los e familiarizá-los sobre ao funcionamento do sistema. A Prefeitura realiza mensalmente, desde julho, exercícios simulados em todos os locais que têm o sistema instalado.

No ano de 2011, 66 comunidades receberam o Sistema de Alerta e Alarme, com 220 pontos de apoio e 116 estações de sirenes, alcançando 16.458 (imóveis) famílias. A implantação começou em janeiro e foram realizados cinco exercícios simulados. O Morro do Borel foi o primeiro a receber o serviço. O sistema é acionado caso a Defesa Civil e o Alerta-Rio identifiquem que as chuvas chegaram a níveis críticos nestes locais. Com o auxílio de agentes da Defesa Civil, de lideranças comunitárias e de moradores da própria comunidade, que passaram por capacitação, a população das áreas de risco é encaminhada para os pontos seguros mapeados na região.

PONTO ENCONTRO: Rua Embuia, s/nº – Penha Circular (entre a rua do Hospital Getúlio Vargas e a Rua Ari Barroso).

HORÁRIO: 9 horas

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *