Relatório de casos de Dengue – 18 / 2013

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_DENGUE_pano_de_fundoDurante a 18ª semana epidemiológica de 2013 (de 1º de janeiro até 4 de maio) foram notificados 150.866 casos suspeitos de dengue no estado do Rio de Janeiro, com 18 óbitos: Rio de Janeiro (8), Magé (1), Volta Redonda (1), Itaocara (1), Petrópolis (1), São Gonçalo (1), Duque de Caxias (1), São João de Meriti (1), Pinheiral (1), Valença (1) e Barra Mansa (1). Os dados de casos notificados foram compilados pela Secretaria de Estado de Saúde a partir de informações inseridas no sistema pelos municípios, até 13h, de 7 de maio de 2013.

Números de 2012 – Durante a 18ª semana epidemiológica de 2012 foram notificados 115.134 casos suspeitos de dengue no estado, com 27 óbitos. Durante todo o ano de 2012 foram notificados 184.123 casos suspeitos de dengue no estado, com 42 óbitos. Na comparação entre 2012 e 2011, apesar do aumento de 9,34% nas notificações por dengue, a quantidade de óbitos caiu 70% no mesmo período.

Epidemia – Dos 92 municípios do estado do Rio de Janeiro, 29 estão em epidemia. Dois municípios saíram da lista, um da região Metropolitana I e outro da Baixada Litorânea.

Entre os critérios considerados para que um município entre em epidemia está o registro de mais de 300 casos por 100 mil habitantes, curva ascendente de transmissão da doença sustentada por três semanas ou mais consecutivas, e com números acima do limite esperado para a localidade num determinado período de tempo. Estão em situação de epidemia de dengue os seguintes municípios:

Baixada Litorânea: Araruama, Saquarema, Rio das Ostras, Armação de Búzios, Cabo Frio, São Pedro D’Aldeia e Arraial do Cabo

Centro Sul Fluminense: Paracambi, Mendes e Vassouras.

Médio Paraíba: Valença, Pinheiral, Volta Redonda, Barra do Piraí, Rio das Flores, Resende, Barra Mansa e Piraí.

Noroeste Fluminense:  Bom Jesus do Itabapoana.

Norte Fluminense: Carapebus e São Francisco de Itabapoana.

Região da Baía da Ilha Grande: Mangaratiba e Paraty.

Região Metropolitana II: Itaboraí, Silva Jardim e São Gonçalo.

Região Serrana: São José do Vale do Rio Preto, Cantagalo e Nova Friburgo.

Campanha 10 Minutos Contra a Dengue –
A campanha da Secretaria de Estado de Saúde é o tom de alerta para evitar um alarme neste verão, sendo uma importante ferramenta de conscientização para a necessidade de todos se engajarem no combate ao foco do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. O objetivo é estimular a população a investir 10 minutos por semana para eliminar possíveis criadouros em suas casas, já que o ambiente doméstico concentra 80% dos focos.

Monitora Dengue – Em uma ação inédita no país, projeto da Secretaria de Estado de Saúde vai distribuir dez mil smartphones aos municípios para transmissão dos dados sobre dengue em tempo real. O objetivo é garantir que os municípios consigam acompanhar em tempo real o trabalho dos agentes de endemia na busca por focos do mosquito transmissor da doença. A tecnologia vai agilizar a elaboração dos relatórios com os dados coletados e permitir que o tempo de resposta para implementação de ações de combate à dengue e atendimento aos pacientes seja feito mais rápido nos pontos onde houver necessidade.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro

http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *