RioFarmes completa 3 anos com 63 milhões de medicamentos distribuídos

Vinte e oito mil pacientes cadastrados, 63 milhões de medicamentos distribuídos e 866.029 atendimentos em apenas três anos de RioFarmes. Desde setembro de 2010, a farmácia de medicamentos especializados da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) vem investindo em atendimento humanizado e qualificação dos serviços para pacientes de doenças crônicas de todo o estado do Rio de Janeiro.

A abertura da RioFarmes possibilitou a implantação de um novo conceito de atendimento. A entrega dos medicamentos passou a ser agendada, por data e hora, evitando filas e reduzindo o tempo de espera pelo serviço. Os pacientes também recebem mensagem via celular confirmando data e hora para comparecer à farmácia e, caso não possam cumprir o programado, podem ligar e remarcar o atendimento.

— O diferencial da unidade está na qualidade do serviço. Qualificamos a equipe e melhoramos a estrutura para que fosse possível oferecer um atendimento mais humanizado. Hoje em dia, cada passo do serviço fica registrado no sistema. O ambiente é climatizado, com televisão, onde são exibidos vídeos sobre saúde e qualidade de vida e orientações sobre saúde e prevenção, e os pacientes aguardam sentados — explicou Anderson Silva, superintendente de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos da SES.

Outra vantagem se refere ao primeiro atendimento. Ao receber o medicamento pela primeira vez, o paciente é atendido por um dos farmacêuticos da equipe, que explica a forma correta de armazenar e utilizar o remédio, além de outros cuidados necessários à saúde.

Medicamentos – A Riofarmes fornece em torno de 150 medicamentos raramente disponíveis nas farmácias comuns e muito caros — o Octreotida 30mg, por exemplo, usado para tratar distúrbios do crescimento, custa R$ 4 mil.
Definida em portaria do Ministério da Saúde, a grade de medicamentos disponíveis na unidade trata, aproximadamente, 80 patologias diferentes. Enfermidades como insuficiência renal, esquizofrenia, hepatites, Mal de Alzhaimer, asma, artrites, lupus, Mal de Parkinson, escleroses, distúrbios do crescimento e outras.

Números – A RioFarmes atende usuários que necessitam de remédios especializados, indicados para o tratamento de doenças crônicas ou raras. Na unidade, eles realizam o cadastramento e retiram mensalmente o medicamento. A equipe da farmácia especializada, formada por 25 farmacêuticos, dez assistentes sociais e 59 assistentes administrativos, recebe 1.100 pessoas por dia, o equivalente a 23 mil atendimentos mensais. Isso corresponde a R$ 10 milhões, por mês, em remédios especializados, financiados pela SES e pelo Ministério da Saúde.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *