Secretaria de Estado de Saúde irá construir 57 Clínicas da Saúde

Somente em Niterói e São Gonçalo serão cinco unidades

Para ampliar e qualificar a Atenção Básica nos municípios fluminenses, o Governo do Estado, por meio da Secretária de Estado de Saúde (SES), irá investir na criação de 57 Clínicas da Saúde, cada uma com potencial para atender 15 mil pessoas por mês. Cada unidade terá 396 m2 e seguirá o mesmo padrão de construção e qualidade das 48 UPAs inauguradas no estado e contará com cinco consultórios de atendimento geral, além de dois consultórios odontológicos, escovário, sala para reuniões, sala de procedimento (curativos), sala de imunização e farmácia.

A primeira unidade será entregue em Bom Jardim, na região Serrana, substituindo uma das unidades destruídas pelas chuvas ocorridas em 2011. Até o final deste ano, a previsão é inaugurar 40 Clínicas da Saúde. O investimento no aumento da capacidade instalada de equipamentos de saúde nos municípios do estado é uma estratégia que a SES vem adotando desde o início desta gestão. As unidades servirão como base para instalação das equipes da Estratégia Saúde da Família, da Atenção Básica, e outros serviços relacionados. Serão investidos R$ 100 milhões e as Clínicas serão construídas pela Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro (Emop-RJ).

– Estamos investindo na organização do atendimento no nível regional para que as pessoas disponham de um serviço de qualidade nos locais onde moram, evitando assim que elas precisem ser transferidas para os grandes hospitais, que contam com especialidades específicas. Esta estratégia traz melhorias para a atenção primária à saúde e investe na prevenção – explica o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Côrtes.

Saúde mais próxima da população – A inauguração de cada uma das Clínicas da Saúde não irá beneficiar apenas os moradores do município em que ela estiver instalada, mas também os munícipes das localidades próximas, facilitando o acesso à saúde por parte da população. Nas unidades, que serão portas de entrada principais do sistema público de saúde, o SUS-RJ, serão administradas pelas prefeituras municipais, com bairros específicos para atendimento, acompanhando a população em todos os ciclos de vida.

Os municípios contemplados são Niterói (2), Rio Bonito, Itaboraí, São Gonçalo (3), Silva Jardim, Belford Roxo (2), Japeri, Nova Iguaçu (3), Queimados, São João de Meriti (2), Duque de Caxias (3), Magé, Mesquita, Nilópolis, Itaguaí, Seropédica, Bom Jardim, São José do Vale do Rio Preto, Teresópolis (2), Petrópolis, Carmo, Sumidouro, Nova Friburgo, Barra Mansa, Porto Real, Quatis, Valença, Rio Claro, Barra do Piraí, Areal, Paty do Alferes, Três Rios, Bom Jesus, Porciúncula, Cardoso Moreira, Santo Antonio de Pádua, São José Ubá, Saquarema, Arraial do Cabo, Rio das Ostras, Armação de Búzios, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, São Francisco de Itabapoana, Conceição de Macacu, São Fidélis, Mangaratiba.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *