Secretário de Saúde defende criação de um consórcio de saúde na Região Metropolitana

Encontro promovido pela SES reuniu representantes da gestão municipal de saúde de sete prefeituras 

A criação de um consórcio de saúde reunindo os municípios da Região Metropolitana II foi uma das principais sugestões debatidas durante o Acolhimento Regional de Gestores de Saúde, realizado pela secretaria estadual de Saúde em Niterói nesta quinta-feira, 2/2. Este foi o quarto encontro do secretário de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr., com os representantes das cidades, numa ação regionalizada que visa melhorar a integração entre as equipes técnicas e os serviços de saúde em todo estado.

– A criação de um consórcio de saúde nesta região dará mais agilidade e eficiência ao trabalho técnico, além de otimizar os recursos financeiros. A integração é o caminho para que possamos buscar a melhoria dos serviços que oferecemos à população. A gestão de saúde exige união e comprometimento, todos devem conhecer seus deveres e, em momentos de dificuldades, atuar em apoio mútuo. As pessoas, quando precisam de atendimento, não querem saber se a unidade de saúde é estadual ou municipal, mas querem ser atendidas de forma digna. Juntos, poderemos fazer mais pelo sistema de saúde do nosso estado – defendeu Luiz Antônio Teixeira Jr., secretário estadual de Saúde.

O encontro em Niterói contou com a presença de representantes de outros seis municípios – São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim – que compõem a Região Metropolitana II. A rede estadual de saúde conta com duas grandes unidades hospitalares para atendimento de demanda espontânea, os Hospitais Azevedo Lima, em Niterói, e Alberto Torres, em São Gonçalo, além de Unidades de Pronto Atendimento 24h, nos dois municípios e também em Itaboraí.

Os participantes da reunião receberam informações sobre a estrutura da secretaria, possíveis parcerias e projetos que podem ser desenvolvidos de forma conjunta. A importância do Hospital Darcy Vargas e o fortalecimento da assistência a pacientes renais também foram temas debatidos.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *