Semana Nacional da Doação de Órgãos começa com festa no Hospital Estadual da Criança

Secretaria de Estado de Saúde promove ações ao longo de toda a semana para marcar a data: festa para crianças transplantadas, inauguração de Banco de Olhos e missa comemorativa fazem parte da programação e têm o objetivo de estimular a doação de órgãos.
Estado do Rio de Janeiro já fez 157 captações em 2013

O Dia Nacional da Doação de Órgãos acontece na próxima sexta-feira (27) e a Secretaria de Estado de Saúde tem muitos motivos para celebrar. Por isso, durante a semana haverá programação intensa para lembrar a importância deste gesto tão nobre. O Hospital Estadual da Criança saiu na frente e promoveu uma grande festa nesta segunda-feira (23) com a presença das crianças transplantadas na unidade e suas famílias. O objetivo é celebrar a recuperação delas, além de chamar a atenção de funcionários, pais e pacientes sobre a doação de órgãos.

– Antes da criação do Programa Estadual de Transplantes, estávamos bem longe do que considerávamos ideal para oferecer à população no que diz respeito a um serviço de captação de órgãos de qualidade. Em três anos demos um grande salto nesta área e estamos atualmente na segunda posição do ranking nacional. E não foi fácil, este resultado só foi possível graças aos investimentos feitos, a criação do Centro Estadual de Transplantes, que em 7 meses já realizou mais de 150 transplantes e do Hospital Estadual da Criança, que hoje é referência em transplante pediátrico no estado, além do fortalecimento das Comissões Intra Hospitalares de Doação de órgãos e Tecidos nas nossas unidades. E não queremos parar por aí, certamente teremos outros motivos para comemorar – afirma o secretário de Estado de Saúde Sérgio Côrtes.

Dia lúdico encanta pacientes do Hospital da Criança – A festa teve música, doces, brincadeiras e um show da Galinha Pintadinha para as crianças. As crianças, que um dia chegaram ao Hospital Estadual da Criança na tensão de precisarem de um órgão hoje estavam alegres e saudáveis. Entre elas, o pequeno Natan Tonaso, de 1 ano, primeiro paciente transplantado na unidade. Risonho e muito esperto, o menino se tornou um exemplo da importância da doação de órgãos. Natan recebeu parte do fígado do pai, Ubiratan Tonaso, no início de abril.

– Viemos de Volta Redonda só para prestigiar a comemoração. Nosso objetivo é mostrar que o Natan está bem porque eu doei parte de mim para ele. Se todos tiverem esta consciência, muitas crianças também terão esse final feliz – disse Ubiratan.

A equipe do Programa Estadual de Transplantes ficou impressionada com o boa recuperação das crianças transplantadas. Para o coordenador do PET, Rodrigo Sarlo, a semana do Dia da Doação de Órgãos é decisiva para o aumento do número de transplantes e para o sucesso dos resultados.

– Quanto mais órgãos, mais transplantes. O Rio de Janeiro quase dobrou o número de captações nos últimos e anos e iniciativas como a criação do Hospital Estadual da Criança só dão esperança e maior perspectiva para quem precisa de um transplante – complementa Rodrigo.

Terça (24) – Rio de Janeiro terá o segundo Banco de Olhos – Com o objetivo de melhorar a posição do estado no Rio de Janeiro em relação ao transplante de córneas, será inaugurado nesta terça-feira (24) no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) o segundo Banco de Olhos do estado – o primeiro fica em Volta Redonda. O Banco é fruto de parceria do Programa Estadual de Transplantes (PET) com o Into e vai integrar a estrutura já existente no Banco de Tecidos da unidade. Capaz de filtrar todo o ar onde as córneas serão processadas, o novo Banco de Olhos conta com áreas de segurança biológica superior a de um centro cirúrgico.

– Queremos que este banco seja o principal Banco de Tecidos do País. A criação do serviço vai ajudar a desafogar a fila de espera no Rio de janeiro que, atualmente, tem cerca de 860 pessoas. O objetivo é captar de 50 a 60 córneas por mês, número cinco vezes maior do que é feito hoje – disse o coordenador do Programa Estadual de Transplantes, Rodrigo Sarlo.

Sexta (27) – Missa no Centro Estadual de Transplantes – No dia Nacional da Doação de Órgãos, a unidade, que em 7 meses já realizou 150 transplantes, será o local de uma missa que será celebrada pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta. A missa contará com a presença de médicos e pacientes do CET, que darão depoimentos mostrando como suas vidas mudaram após o transplante.

– Em menos de um ano já somos o segundo maior centro de transplante de fígado do país. A velocidade da produção sendo feita com qualidade surpreendeu a todos. Estamos com quase 100 transplantes de rim e com um índice de sucesso muito grande. Queremos superar ainda mais as expectativas – resumiu o diretor do do Hospital São Francisco de Assis, Waldir Leopércio, que credita o sucesso à infraestrutura e equipe da unidade.

Rio de Janeiro dá um salto na área de transplantes – Ocupando a lanterna no país na área de doação de órgãos até 2010, o Rio de Janeiro registrou nos últimos dois anos o maior avanço nacional, pulando para a atual 2ª posição no ranking. Tal resultado foi possível após a criação do Programa Estadual de Tranplantes, que desde 2010 atua na captação de órgãos, distribuição aos hospitais transplantadores respeitando a fila, aprimoramento da gestão técnica, subsídio às unidades de saúde e capacitação de profissionais. Em 2013, já foram 157 captações e 453 transplantes. A meta para este ano é superar 250 captações no total. Em 2012, foram 221 doações de órgãos, quase o dobro do ano anterior.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *