Teresópolis segue em estado de atenção

Desde o último sábado, 12, a Defesa Civil Municipal registrou 37 ocorrências devido à forte chuva que atinge a região. O órgão está em estágio de atenção. O prefeito Mario Tricano vem percorrendo as áreas afetadas e mobilizou as equipes de todas as secretarias para atuar no atendimento à população.

Dos 37 registros, 19 são relacionados a deslizamentos de terra. O bairro mais atingido é o Vale da Revolta, onde neste domingo, 13, cerca de 40 moradores passaram as últimas horas no centro comunitário, por medida de segurança. Atendendo ao pedido do prefeito, as empresas Recanto dos Pescadores, Clube Comary e Viação Dedo de Deus doaram alimentos, cobertores, roupas, medicamentos, colchões e água para os desalojados.

Também houve registro de queda de árvores na Quinta Lebrão, São Pedro e em Pessegueiros, no interior do município. Já as comunidades de Beira Linha e Ilha do Caxangá foram afetadas por alagamentos, devido ao transbordamento do Rio Paquequer.

Equipes de assistentes sociais da Coordenação de Proteção Básica da Secretaria de Desenvolvimento Social, do CRAS Meudon e do CREAS estão no Vale da Revolta auxiliando os desalojados e orientando os voluntários da associação de moradores do bairro. Depois, o grupo se deslocará até a Ilha do Caxangá, para dar assistência às famílias.

Na Várzea, parte do muro da Rua Manuel Madruga, que ladeia o Rio Paquequer, na altura da Praça Olímpica, caiu devido à força da água e a via está interditada. Caminhões da Prefeitura descarregaram pedras no local como forma de contenção provisória do talude.

Equipe da Defesa Civil segue realizando vistorias técnicas nas áreas onde houve registro de ocorrências e emitindo avisos meteorológicos para a população através da imprensa, redes sociais e de mensagens de telefone celular.

O telefone de emergência 199 funciona 24 horas.

FONTE: Prefeitura Municipal de Teresópolis
http://www.teresopolis.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *