Tomógrafo Móvel do Governo do Estado está em Cordeiro a partir desta terça-feira, 26/05

Atendimento acontece na cidade até 06/06 e beneficia pacientes de outros dez municípios

unnamed (6)Começa nesta terça-feira (26/5) o atendimento no Tomógrafo Móvel da Secretaria de Estado de Saúde no município de Cordeiro, onde a unidade móvel para a realização de tomografia computadorizada fica até o dia 6 de junho.

Além dos moradores de Cordeiro, terão acesso ao exame os pacientes que já tiverem a solicitação médica que residirem em Carmo, Duas Barras, Macuco, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Trajano de Moraes, Sumidouro, Bom Jardim, Cantagalo e Nova Friburgo. O equipamento está localizado na Rua Raul Veiga, em frente ao Parque de Exposições de Cordeiro.

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h30 às 15h, a partir do agendamento prévio pela Secretaria de Saúde de cada município com a Secretaria de Estado de Saúde. O resultado dos exames fica disponível em um prazo de 15 dias, e são entregues pelo município.

Equipamentos de última geração – Os exames de imagem possibilitam um diagnóstico preciso e rápido, além de permitir um tratamento mais adequado. A diferença entre a tomografia e a ressonância magnética não está na qualidade, mas, sim, nas aplicações e tecnologia. Para tecidos moles, como encéfalo, medula espinhal e óssea, músculos, tendões, meniscos, cartilagem, fígado, vasos e artérias cerebrais, a ressonância é mais indicada por ter maior sensibilidade e especificidade diagnóstica. Já para pacientes vítimas de trauma, com cálculos renais e doenças do tórax, a tomografia é o procedimento ideal.

Em números – Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Estado ultrapassam os 176 mil exames realizados. Dois tomógrafos, uma ressonância magnética e um mamógrafo móvel, que funcionam em carretas especiais e reúnem investimentos de R$ 13,4 milhões, são os responsáveis pelos números, inéditos no país. Os equipamentos foram inaugurados para suprir a carência de regiões onde o acesso a exames de imagem na rede pública de Saúde é inexistente ou incapaz de atender à demanda.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *