Nova Iguaçu é o segundo município a receber o programa “Fale com a Gente!”

Secretária de Saúde e outras pastas do governo atenderam a população nesta quinta-feira, dia 06

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_gabineteitineranteCaxias_gabinete_itinerante_-_fale_com_a_gente_-_Caxias016Com a proposta de percorrer os municípios e escutar a população, o programa “Fale com a Gente!” se instalou nesta quinta-feira, dia 06/03, em Nova Iguaçu. Entre as secretarias envolvidas, a área da saúde se destacou no esclarecimento de demandas da população em busca de atendimento nas unidades de saúde. A iniciativa do Governo do Estado visa levar aos municípios os gabinetes dos secretários e do próprio governador, Luiz Fernando Pezão.

- Este foi o compromisso que assumi durante a campanha e estou cumprindo. O programa “Fale com a Gente!” prevê que todos os meses dois municípios sejam escolhidos como “sede do governo” – diz o governador, Luiz Fernando Pezão.

Entre as mais de 25 demandas da área da saúde, foram prestadas orientações quanto ao encaminhamento para as unidades referenciadas, como o Hospital Estadual da Mulher Heloneida Stuart, em São João do Meriti, e o Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, em Paraíba do Sul.

- A oportunidade de escutar as pessoas, conhecer suas demandas, contribui para que continuemos trabalhando por atendimento de qualidade na área da saúde. Este espaço aumenta a integração entre o governo municipal e estadual é o maior beneficiado é o cidadão. Como diz o governador, ‘quanto mais a gente escuta, menos a gente erra’ – afirma o secretário de estado de saúde, Felipe Peixoto.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Estudiosos testam nanotubos de ouro como alternativa à rádio e quimioterapia no combate ao câncer

thumbnail_1425578449Um procedimento que substitui a químio e radioterapia no combate às células cancerígenas ganhou força na Universidade de Leeds, na Inglaterra. Por meio de nanotubos de ouro, os estudiosos conseguiram combater o cancro em ratos de laboratório e comprovaram que, além de detectar tumores, o material é capaz de transportar medicamentos e atacar diretamente as células malignas.

Responsável pela equipe de estudos, o cientista Sunjie Ye explica que as pequenas partículas douradas conseguem agregar o diagnóstico e a terapia num único sistema. “A quimio ou a radioterapia são as alternativas que geralmente são oferecidas após a remoção de um tumor. Mas, esses tratamentos podem causar sérias consequências”, explica.

O comprimento dos nanotubos usados na investigação foi controlado de forma a terem as dimensões certas para absorverem um tipo de radiação infravermelha – a Near Infrared, em inglês -, e que é captada, em parte, pela pele humana. Ao comentar o procedimento, Sunjie explica que os nanotubos não oferecem perigos para a saúde. “Quando eles viajam pelo corpo, eles brilham juntamente com a radiação infravermelha e a absorvem. Esta energia é transformada em calor semelhante àquele que é gerado pelo Sol ou pela pele. Ao usar um raio laser, a temperatura ao redor dos nanotubos aumenta rapidamente”, esclarece.

A atividade dos nanotubos de ouro dentro do organismo vivo foi observada através de uma nova técnica: a “tomografia optoacústica multiespectral”, que é semelhante às radiografias, que conseguiu detectar o ouro no organismo dos ratinhos. Por fim, as partículas não constituem quaisquer perigos para a saúde, uma vez que são expulsas juntamente com as fezes.

E no Brasil?

Em 2013, três estudantes da Universidade de São Paulo (SUP) publicaram artigo sobre o uso da nanotecnologia em medicina. No estudo “Nanotecnologia em Medicina: Aspectos Fundamentais e Principais Preocupações”, os autores concluíram que, “para que toda essa inovação e desenvolvimento nano tecnológico chegue ao mercado nacional e/ou internacional é necessária uma preocupação pontual no desenvolvimento de padronizações e regulações que possam ser associadas aos certificados e guias ISO já existentes, levando o mercado brasileiro a um novo cenário”.

> Clique aqui para ver a matéria no site da Universidade de Leeds (em inglês).

> Clique aqui para ver o estudo da USP.

FONTE: CONTER
http://www.conter.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

V Seminário da Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde

imprimir

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Mamógrafo Móvel do Governo RJ está no município de São Gonçalo

mamografo_movelPela primeira vez, o Serviço de Mamografia Móvel do Governo do Estado do Rio de Janeiro chega ao município de São Gonçalo. Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, nesta sexta-feira (06) e no sábado (07), todas as pacientes que forem realizar exames no serviço itinerante vão receber uma rosa e poderão participar de atividades educativas e recreativas. O horário de funcionamento da unidade itinerante é das 8h às 18h, de segunda à sexta-feira, e das 8h às 15h, aos sábados e feriados. A previsão é que o equipamento fique na cidade até 25 de março. A ação acontece em parceria com  a Prefeitura de São Gonçalo.

Inaugurado em dezembro de 2013, o serviço já realizou até o momento 14.817 mamografias e 7.266 ultrassonografias. O aparelho tem capacidade de realizar, diariamente, cerca de 60mamografias e 30 ultrassonografias, além de 25 biópsias semanais. Os exames duram cerca de 20 minutos.

Serviço – O Mamógrafo Móvel disponibiliza exames digitais de mamografia e ultrassonografia a pacientes do Sistema Único de Saúde e também realiza biópsias mamárias ali mesmo caso o médico detecte alguma alteração no procedimento, evitando perda de tempo entre o diagnóstico e o tratamento. A iniciativa visa, principalmente, o diagnóstico precoce do câncer de mama, tipo mais comum entre mulheres no Brasil, que registra cerca de 13 mil mortes por ano de biópsias mamárias.

Agendamento – Os agendamentos dos serviços de mamografia e ultrassonografia são feitos pelas secretarias municipais de Saúde, que recebem o pedido médico do paciente, encaminham a planilha com as demandas para o serviço da SES e informam os pacientes sobre a data, hora e local do procedimento. O paciente que possui aparelho de celular, recebe essas informações via torpedo telefônico até 48 horas antes do dia marcado. Após um período de 10 a 15 dias úteis, os laudos são entregues ao município de origem dos pacientes.

Serviços Móveis: Mais de 167 mil exames – A unidade móvel foi inspirada nos Tomógrafos e Ressonância Magnética móveis, projetos da SES que já realizaram, juntos, mais de 167 mil exames desde 2009. Assim como nos dois serviços, o Mamógrafo Móvel foi instalado numa carreta especial que é composta por dois mamógrafos, um aparelho de ultrassonografia e sistema informatizado que permite a avaliação e a liberação do laudo na unidade.​

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Serviço Social da Prefeitura resgata cidadania em Teresópolis

A Prefeitura de Teresópolis, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, desenvolve trabalhos importantes junto à população que se encontra em situação de vulnerabilidade no município. Alguns desses serviços são os programas de apoio e orientação promovidos pelos técnicos do Centro Especializado de Assistência Social (Creas).

Para isso, a unidade envolve um conjunto de profissionais capacitados tais como, psicólogo, advogado, pedagogo e assistente social, todos sempre visando ofertar apoio e acompanhamento diferenciado às famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de direitos.

O Creas atende todo tipo de pessoa que sofreu ou sofre violação, sejam crianças, adolescentes, idosos, homens e mulheres. Os serviços oferecidos são vários, dentre eles o serviço de proteção social aos adolescentes em cumprimento da medida socioeducativa, de liberdade assistida e prestação de serviço à comunidade, previamente determinados pela justiça.

Outro programa que vem apresentando bons resultados é o serviço de abordagem social e convencimento das pessoas em situação de rua. O trabalho consiste em explicar e oferecer a elas a garantia dos seus direitos de volta. Segundo a assistente social e coordenadora do Creas, Rafaela Dália Mourão, além da abordagem, alguns chegam ao órgão por vontade própria e outros por encaminhamento da rede pública de saúde.

“As pessoas chegam aqui buscando e precisando de ajuda. Fazemos o primeiro atendimento que acontece por meio da acolhida, escuta, estudo social, orientação e encaminhamento para a rede de serviço social familiar e psicossocial. Em alguns casos, ainda providenciamos o acesso à documentação pessoal e os estimulamos a voltarem ao convívio familiar, social e comunitário”, explicou Rafaela.

Uma das intervenções bem sucedida do Creas foi o caso da dona de casa Vera Lucia de Lima, que por 15 anos viveu nas ruas da cidade. Desde 2008 o órgão vinha trabalhando no caso, com abordagens diurnas e noturnas, mas somente em 2014 o serviço social da Prefeitura conseguiu levar Vera de volta ao convívio familiar. “Minha mãe está se recuperando gradativamente, mas só o fato dela estar em casa, perto de nós, sem correr tantos riscos de se machucar, é um alívio muito grande. Estou feliz agora”, declarou Aline de Lima Souza, filha de Vera.

Outro resultado positivo foi o resgate do senhor José Balbino que passou os últimos três anos de sua vida morando em um abrigo de tábuas improvisado por ele mesmo. Depois de um longo período de convencimento, feito pelos profissionais do Creas, o Sr. Balbino vive hoje abrigado e rodeado de amigos na Mansão dos Velhinhos, em Pimenteiras.

“A pedido do Creas, nós acolhemos o Sr. Balbino aqui na Mansão dos Velhinhos e hoje ele está muito bem, alimentado e socialmente recuperado”, comentou Tânia Almeida, coordenadora do abrigo destinado aos idosos.

Para José Balbino, a Mansão dos Velhinhos é o seu novo lar. “Sinto que estou em casa, entre amigos e pessoas que se importam comigo. Não me conheciam, mas cuidam de mim hoje e isso é muito bonito. Graças a Deus, que levou pessoas até a mim para me amparar, porque nas ruas a gente corre muito perigo”, disse emocionado o Sr. Balbino.

Segundo Rafaela Dália, após o resgate a pessoa é encaminhada para os CRAS – Centro de Referência da Assistência Social – sempre mais próximo da sua residência, a fim de dar continuidade ao tratamento, inclusive, com acompanhamento médico e psicológico para o paciente e sua família.

unnamed

Uma das intervenções bem sucedidas do Creas foi o caso da dona de casa Vera Lucia de Lima

FONTE: Prefeitura Municipal de Teresópolis
http://www.teresopolis.rj.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Prefeito convoca população a ir à UPA de Conselheiro, que está entre as melhores do Estado

unnamedO Prefeito Rogério Cabral e Secretário Municipal de Saúde, Luis Fernando, realizaram nesta terça-feira (3) uma visita à UPA – Unidade de Pronto Atendimento  – de Conselheiro Paulino, seguida de uma entrevista coletiva com a imprensa, na qual convocaram a população a passar pela unidade antes de procurar o Hospital Raul Sertã – HMRS. Segundo Rogério Cabral e o secretário Luis Fernando, a UPA de Conselheiro tem todas as condições de atender à população, encaminhando para o Raul Sertã apenas os casos mais graves.

Rogério iniciou coletiva comemorando os resultados da unidade.

“Recebemos a notícia dando conta de que a nossa UPA de Conselheiro foi classificada como a 3ª melhor do Estado do Rio de Janeiro. Quando realizamos a licitação para o gerenciamento da unidade, tínhamos este objetivo, ser referência e ter uma das melhores unidades do Estado. Desde que a Unir assumiu a unidade, por possuir um modelo de gestão plena, a execução de procedimentos administrativos é muito mais rápida, pois a facilidade da iniciativa privada para tomar atitudes como reparos e trocas de equipamentos é muito maior, em que não se esbarra em entraves como licitações e tantas outras burocracias que passamos na gestão pública. Desta maneira pedimos à população que venha para UPA quando houver necessidade. Aqui os profissionais darão todo o atendimento necessário, assim como a realização de exames, de forma mais rápida do que no Hospital – em que a demanda é maior – e se necessário o paciente será encaminhado diretamente para internação no hospital”.

Segundo ainda Rogério Cabral, A UPA de Conselheiro apresentou os resultados da excelência de trabalho, na qualidade e rapidez do atendimento, assim como na infraestrutura, o que proporciona um melhor acolhimento e atendimento à população.

Em pesquisa de qualidade de atendimento, a unidade de Conselheiro Paulino chegou a mais de 90% de aprovação no último mês de janeiro, sendo relacionada como a 3ª melhor unidade do Estado do Rio de Janeiro.

A capacidade de atendimento diário da unidade pode chegar a 450 pessoas/dia, resultando em uma redução no fluxo de pacientes na urgência do HMRS e consequentemente possibilitando um melhor atendimento e priorização de casos graves no hospital.

Rogério Cabral e Luis Fernando conversaram com os jornalistas por mais de 2 horas sobre a UPA e temas da área de Saúde no município, como a busca pela estadualização do Hospital, as ampliações e atendimentos nos postos de saúde e o compromisso com a Atenção Básica, a Clínica da Família de Olaria, e a UPA anexa ao hospital que irá incorporar a urgência do mesmo, possibilitando o aumento de leitos no hospital e melhor atendimento a todos.

Luis Fernando corroborou o discurso do prefeito e acrescentou:

“Estamos trabalhando arduamente para dar uma saúde de qualidade a Nova Friburgo. Nossa atenção básica já conta com 36 médicos de família, recebemos agora mais cinco médicos do Provab e mais dois médicos do Programa Mais Médicos. Temos recebido elogios do Ministério Público pela nossa UPA e frequentemente nos reunimos para alinhavar objetivos e melhorias em nossa rede. Temos melhorado nossos postos e unidades e estudaremos uma forma de implantar o mesmo sistema de atendimento da UPA em nosso hospital. Aproveito para agradecer a esta equipe maravilhosa que elevou a nossa UPA para a terceira colocação do estado e peço à população que quando necessário venha a UPA de Conselheiro, pois temos um atendimento de excelência com triagem e classificação de risco, além de toda infraestrutura que dá o acolhimento necessário ao paciente”.  Luis Fernando finalizou dizendo que Nova Friburgo é referência de 14 municípios vizinhos e o desafio ainda é grande, mas os resultados já estão aparecendo.

FONTE: Prefeitura de Nova Friburgo
http://www.novafriburgo.rj.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Profissionais brasileiros ocupam 92% das vagas do Mais Médicos

Das 4.146 oportunidades disponíveis, 3.823 foram preenchidas por médicos com CRM Brasil. Nova oportunidade para brasileiros será aberta em 17 e 18 de março

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 92% das 4.146 vagas ofertadas em 1.294 municípios brasileiros e 12 Distritos Indígenas já foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os 3.823 médicos começaram as atividades em 1.209 municípios nesta semana. Nos dias 17 e 18 de março, 4.362 inscritos na expansão do Programa poderão selecionar as 318 vagas disponíveis em 218 cidades e 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros.

Confira lista das vagas disponíveis

Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 (84%) compareceram às prefeituras até o dia 20 de fevereiro. A maioria dos médicos (2.347) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 1.476 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, recepcionou nesta terça-feira (3/3) os médicos que irão atuar no Ceará e comemorou a grande adesão já nas duas primeiras chamadas do Programa. “É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 97% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Ceará, já contam com profissionais que já poderão iniciar o atendimento àquela população que mais precisa do SUS, médico nas equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, enfatizou.

Em relação às 1.294 cidades que aderiram edital lançado em janeiro, 1.209 (93%) municípios e seis Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) já atraíram médicos para ocupar integral ou parcialmente as vagas nas unidades básicas de saúde. Até o momento, 1.076 (83%) localidades supriram 100% das vagas, outras 197 (15%) tiveram a solicitação parcialmente atendida e 31 (2%) municípios ainda não conseguiram atrair nenhum médico. Nos distritos indígenas, 71% das vagas ainda não foram ocupadas.

O Nordeste foi a região que mais atraiu profissionais: das 1.784 oportunidades ofertadas aos médicos, 1.711 vagas já foram ocupadas. O Sudeste conseguiu ocupar 970, das 1.019 vagas disponíveis, seguido do Sul, que preencheu 477 das 520 oportunidades, do Centro-Oeste, que atraiu médicos para 358 vagas das 393 disponíveis e o Norte que ocupou 297 vagas das 382 oportunidades. Os Distritos Indígenas já ocuparam 10 vagas das 35 ofertadas aos médicos.

PRÓXIMAS ETAPAS – As vagas referentes aos médicos que não se apresentaram na segunda chamada ficam disponíveis para a terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março. Poderão participar dessa fase, 4.362 médicos que estão inscritos e ainda não conseguiram alocação.

Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros. O módulo de acolhimento para esses profissionais está previsto para iniciar em 8 de junho. A cada trimestre, o Ministério da Saúde lançará edital para oferta de vagas em aberto. Os editais poderão contemplar outros municípios, que antes não haviam conseguido aderir ao programa pela ausência de capacidade instalada.

Para a classificação do médico na concorrência das vagas foram estabelecidas as seguintes regras: ter título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade; experiência comprovada na Estratégia Saúde da Família; ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho – PET (Vigilância, Saúde, Saúde da Família e Saúde Indígena); do VER-SUS; do ProUni ou do FIES. Como critérios de desempate serão considerados a maior proximidade entre o município desejado e o de nascimento e ter maior idade. A data e horário da inscrição do médico não serão mais considerados como critérios de seleção.

Com a ocupação das 4.146 vagas apontadas pelos municípios no novo edital, o governo federal garantirá em 2015 a permanência de 18.247 médicos nas unidades básicas de saúde de todo o país, levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas. Serão 4.058 municípios beneficiados, 72,8% de todas as cidades do Brasil, além dos 34 distritos indígenas. Até 2014, 14.462 médicos atuavam em 3.785 municípios, beneficiando 50 milhões de brasileiros.

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário