Excelência na formação técnica em Radiologia é matéria de capa da RET-SUS

thumbnail_1427486723A Rede de Escolas Técnicas do SUS (RET-SUS) resolveu retratar, na matéria de capa da sua revista, uma descrição detalhada sobre a trajetória dos auxiliares, técnicos e tecnólogos em Radiologia no Brasil. As competências, esforços e problemas dos profissionais das técnicas radiológicas foram relatados, de forma realista, ao longo de oito páginas.

Para ter acesso ao conteúdo completo, clique aqui.

Ao longo da matéria, destaca-se o papel dos profissionais da classe no estudo da visualização de ossos, órgãos ou estruturas por meio do uso de radiações (sonoras, eletromagnéticas ou corpusculares). O prestígio ao profissional fica por conta do manuseio de tecnologias imaginológicas avançadas, como a ultrassonografia, tomografia computadorizada, mamografia e ressonância magnética, que ganharam grande visibilidade nas últimas décadas. “Nesse contexto, destaca-se o papel do técnico (e do tecnólogo), cuja profissão foi regulada pela Lei nº 7.394, em 29 de outubro de 1985, e regulamentada pelo Decreto nº 92.790/1986”, informa a RET-SUS.

Para a presidenta do Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER), Valdelice Teodoro, não existe equipe multiprofissional de saúde sem os profissionais das técnicas radiológicas. “Nós somos os olhos da medicina. Sem o trabalho do nosso profissional, não tem diagnóstico por imagem. Na medida em que a tecnologia evolui, nosso papel se torna mais evidente. Da operação à supervisão radiológica, não há um só procedimento além da nossa competência”,explica Valdelice.

Confira os principais trechos da matéria

> Para a presidenta Valdelice Teodoro, o principal desafio da categoria é evoluir tanto no plano educativo quanto legislativo. “A Lei n.º 7.394/85, que regula o exercício das técnicas radiológicas no Brasil, tem 30 anos, está defasada, não atende mais as necessidades sociais do país”, avalia. Ela defende a criação de um novo marco regulatório para a área, que compreenda as novas tecnologias e delimite claramente os campos de atuação. “Precisamos aprovar o Projeto de Lei n.º 3.661/12, que está em tramitação no Congresso. Com isso, resolvemos essa parte”, recomenda, fazendo alusão ao PL de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS) e que, atualmente, tramita na Câmara dos Deputados, propondo a regulamentação da profissão de técnico e tecnólogo em Radiologia e de bacharel em Ciências Radiológicas.

> “O Brasil é um país diverso, qualquer generalização não me parece razoável. Temos hospitais, clínicas e governos que respeitam as leis, cumprem as normas e os serviços radiológicos funcionam bem. Mas, por outro lado, existem regiões pobres e sem qualquer infraestrutura, onde impera a desinformação”, observa a presidente, acrescentando que, em 2011, o órgão produziu documentário que evidenciou a complexidade da situação, mostrando a realidade do profissional das técnicas radiológicas e os riscos envolvidos na operação. “Considero preocupante a má qualidade da educação na área das técnicas radiológicas observada em muitos lugares, especialmente no setor privado. Boa parte aprende mesmo é na prática”, avalia.

> Qual a importância do técnico? De acordo com o livro “Diretrizes e Orientações para a Formação do Técnico em Radiologia”, publicado pelo Ministério da Saúde (MS) em 2011, esse profissional atua na área da saúde como integrante da equipe de Radiologia. O técnico desenvolve ações de apoio ao diagnóstico por imagem e à terapêutica radiológica na atenção básica, na média e alta complexidade, referenciadas nas necessidades de saúde individuais e coletivas e determinadas pelo processo saúde-doença.

> Diversas modalidades como o de arco-cirúrgico, radioterapia, braquioterapia, ressonância magnética, medicina nuclear, densitometria óssea, raio X digitalizado e raio-X digital, mamografia, hemodinâmica e tomografia computadorizada já podem ser realizadas na capital e em alguns municípios do interior. “A evolução dos serviços básicos em radiologia em todo o estado caminha para esse novo tempo e a ETSUS Acre tem um papel importante nisso e colabora para um melhor atendimento à população”.

Sobre a RET-SUS

A Rede de Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (RET-SUS) é uma estratégia de articulação, troca de experiências, debates coletivos e construção de conhecimento em Educação Profissional em Saúde. É composta por 40 escolas técnicas, centros formadores de recursos humanos e escolas de Saúde Pública do SUS que existem em todos os estados do Brasil. São todas instituições públicas, voltadas para a formação dos trabalhadores de nível médio do sistema de saúde. Dessas, 33 são estaduais, seis são municipais e uma é federal. A maioria está vinculada diretamente à gestão do SUS, e as que pertencem a outras secretarias têm gestão compartilhada com a Saúde.

Clique aqui e saiba mais.

FONTE: CONTER
http://www.conter.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Campanha chama atenção para Sitomas do Autismo

Caminhadas e ações em unidades de saúde visam conscientização da população

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) começa a distribuir, na próxima semana, nas unidades da rede de Atenção Primária, 40 mil folders com informações sobre o autismo. A iniciativa faz parte da campanha de conscientização sobre a síndrome, que dará início às diversas atividades programadas para marcar o Dia Mundial do Autismo, em 2 de abril.

A campanha é organizada pela ONG Mundo Azul com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e pretende aprofundar o conhecimento sobre o autismo para a população. Além dos folders, que têm o título “Saiba o que é o autismo e conheça os principais sintomas”, serão realizadas duas caminhadas na cidade para mobilização popular. A primeira acontecerá no próximo domingo, 29 de março, a partir das 9 horas, no Posto 12, no Leblon.

A segunda caminhada acontecerá no dia 12 de abril, na Praia da Bica, no Jardim Guanabara, Ilha do Governador, a partir das 9 horas. Antes disso, no dia 9 de abril, na Clínica da Família Assis Valente, também no Jardim Guanabara, será realizado pela manhã encontro com convidados e moradores da região para debate sobre o tema.

Estatísticas apontam que, a cada 100 crianças brasileiras, uma é autista e a informação tem papel fundamental na conscientização e tratamento do distúrbio. Com conhecimento é possível garantir um tratamento mais adequado e uma vida mais digna para quem sofre da síndrome. Por isso, identificar os sintomas e ficar atento ao comportamento das crianças é o primeiro passo para garantir um diagnóstico precoce e seguro.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Vigilância Sanitária abre vagas de curso para salões de beleza

Estúdios de piercing, tatuagem e institutos de beleza também podem participar

Na próxima segunda, dia 30, a vigilância sanitária vai promover um curso para profissionais e proprietários de salões e institutos de beleza, além de estúdios de piercing e tatuagem, para passar orientações sobre a prevenção de riscos à saúde nesses ambientes.

Os participantes serão orientados sobre os procedimentos para a utilização correta dos materiais, como limpeza, esterilização e descarte adequados; o uso de cosméticos regularizados, que tenham o número de registro ou de notificação da Anvisa; a limpeza e desinfecção do ambiente, com o uso de materiais específicos; bem como a prevenção de doenças infectocontagiosas, como hepatites B e C, tétano, AIDS, micoses, dentre outras..

No evento, também haverá orientações sobre a legalização dos estabelecimentos de embelezamento, a legislação em vigor e a saúde do trabalhador. São 50 vagas disponíveis para profissionais e proprietários, que serão preenchidas por ordem de chegada.

Os interessados em participar devem comparecer, no dia do evento, ao auditório do prédio central da Vigilância Sanitária municipal para fazer as inscrições, uma hora antes do início, que será às 9h. O local fica na rua do Lavradio, 180/6º andar. O encontro dura toda a manhã e se encerra ao meio-dia.

Em 2015 serão realizados mais quatro encontros com esses estabelecimentos, nos dias 25 de maio, 27 de julho, 28 de setembro e 30 de novembro. O assunto abordado também será as orientações técnicas em embelezamento e esteticismo.

A orientação aos estabelecimentos faz parte do novo perfil da Vigilância Sanitária municipal, que investe em ações educativas para diminuir o número de infrações e, conseqüentemente, de riscos à saúde da população carioca.

Além de ações educativas, os técnicos também fazem inspeções nos locais, através de denúncias feitas pelos usuários. Portanto, a Vigilância Sanitária orienta os consumidores a ficarem atentos às irregularidades que podem ser encontradas em qualquer estabelecimento que trabalha com beleza e estética, e denunciá-las à central 1746 ou pelo site www.1746.rio.gov.br.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Saúde divulga resultado da análise da água das principais fontes da cidade

Dando continuidade à vigilância periódica da qualidade da água das fontes da cidade, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou o resultado do exame microbiológico, feito na última segunda-feira, dia 23, em 13 pontos. De acordo com as amostras coletadas e analisadas pelo Laboratório Bacteriológico de Análise de Água para Consumo Humano, da Secretaria Municipal de Saúde, as fontes João Raposo (Tijuca) e Taumaturgo encontram-se impróprias para consumo.

Como a água pode sofrer variações de potabilidade, devido a alterações climáticas e do ambiente do entorno onde as fontes se localizam, os usuários são orientados a sempre ferver ou filtrar e clorar a água antes de ser consumida. Sendo assim, após filtração, devem ser adicionadas duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% (água sanitária) para cada litro de água. Depois, espera-se 30 minutos antes de utilizar. O procedimento atende a Portaria 2.914/2011, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade.

O monitoramento microbiológico da água das fontes da cidade é feito por equipe do Programa Vigiágua, setor ligado à Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde. Atendendo determinação do Ministério da Saúde, o acompanhamento é periódico, a fim de garantir que a água consumida pela população atenda ao padrão e normas estabelecidas na legislação vigente.

Resultado da análise

  • Fonte Amélia (Alto) – Própria para consumo
  • Fonte Alexandre Fleming (Vale do Paraíso) – Própria para consumo
  • Fonte Brahma (Várzea) – Própria para consumo
  • Fonte Fonte Santa – Própria para consumo
  • Fonte Judite (Alto) – Própria para consumo
  • Fonte Perpétuo (Rua Zenóbio da Costa, nº 148) – Própria para consumo
  • Fonte Praça Taumaturgo (Taumaturgo) – Própria para consumo
  • Fonte Santa Ângela (Vale do Paraíso) – Própria para consumo
  • Fonte São Sebastião (Pimenteiras) – Própria para consumo
  • Fonte da Saúde (Tijuca) – Própria para consumo
  • Fonte Sete Tanques (Rosário) – Própria para consumo
  • Fonte João Raposo (Tijuca) – Imprópria para consumo
  • Fonte Taumaturgo (Taumaturgo) – Imprópria para consumo

*Tendo em vista os resultados, foi orientada a adoção das seguintes medidas: 1) Interdição das fontes impróprias e investigação de possíveis danos na tubulação ou outras formas de contaminação da água; 2) Orientação aos usuários para que filtrem e clorem a água antes de beber, mesmo a das fontes que estão próprias para consumo; 3) Providenciar o reforço e a ampliação do serviço de monitoramento das fontes públicas, conforme solicitado pela Câmara Técnica de Saneamento do Comdema – Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente; 4) Informar a população sobre a potabilidade de cada fonte através da manutenção de placas indicativas.

FONTE: Prefeitura Municipal de Teresópolis
http://www.teresopolis.rj.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

Proposta em tramitação no Senado Federal pode inviabilizar Programa Mais Médicos

Ministro da Saúde, Arthur Chioro, levou à Presidência da Casa preocupação com projeto apresentado pela liderança do PSDB que prejudica o Programa que, neste ano, garantirá assistência a 63 milhões de brasileiros

Em reunião nesta quinta-feira (26) com o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o vice-presidente, Jorge Viana, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, mostrou preocupação com projeto apresentado pela liderança do PSDB que inviabiliza o Programa Mais Médicos. A iniciativa do governo federal chegará neste ano a um total de 18.247 médicos atuando em mais de 4 mil municípios do país. Com isso, 63 milhões de brasileiros que antes não tinham acesso a médico na Unidade Básica de Saúde passam a ter o atendimento garantido.

Veja aqui matéria da Web Rádio Saúde

“Os autores do requerimento querem acabar com o Mais Médicos, um programa que construímos para atender uma demanda histórica de falta de médicos concentrada, sobretudo, nas regiões mais vulneráveis do país. O programa foi criado para beneficiar exclusivamente a população brasileira que depende do SUS. O projeto apresentado no Senado demonstra profundo desconhecimento sobre a construção do programa e sua absoluta legalidade. Os autores demonstram-se insensíveis aos benefícios e resultados desta iniciativa”, afirmou o ministro Chioro.

A referência é o Projeto de Decreto Legislativo 33/2015 apresentado no Senado Federal na última segunda-feira (23). A proposta dos senadores Cassio Cunha Lima e Aloysio Nunes, líder e vice-líder do PSDB, respectivamente, tem como objetivo invalidar o termo de cooperação firmado pelo Ministério da Saúde com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que garante a participação de médicos cubanos no Mais Médicos. O projeto está em tramitação na Comissão de Constituição de Justiça do Senado.

Segundo Chioro, a aprovação do projeto prejudicaria o andamento do Mais Médicos, que conta atualmente com 11,4 mil médicos da cooperação com a OPAS atuando em mais de 3.500 municípios. Atualmente, 2.700 cidades que aderiram à iniciativa são atendidas exclusivamente pelos profissionais cubanos. “A prioridade do governo federal sempre foram os médicos brasileiros. Somente entre 2013 e 2014, realizamos cinco chamadas para inscrição desses profissionais. Tivemos que buscar profissionais estrangeiros para preencher todas as vagas demandadas pelos municípios”, afirma. Hoje o programa conta com médicos de mais de 50 nacionalidades.

A consolidação do Programa, que vai chegar a mais de 72% dos municípios brasileiros, atendendo prefeituras de todos os partidos, inclusive 65% (447) das cidades administradas pelo PSDB, tem produzido resultados importantes na assistência à saúde da população. Uma pesquisa realizada pela UFMG e Ipespe, a pedido do Ministério da Saúde, mostra que quase a totalidade dos usuários entrevistados (95%) disse estar satisfeito com a atuação dos médicos e deu notas acima de 8 ao atendimento dos profissionais.

Sobre a ampliação da assistência à população, relatório do Tribunal de Contas da União aponta que a chegada dos profissionais nos municípios avaliados resultou em aumento de mais de 30% do número de consultas e visitas domiciliares realizadas pelos médicos. Além disso, para 89% dos pacientes entrevistados pelo TCU e 98% dos gestores das unidades básicas de saúde o tempo de espera por uma consulta reduziu com os profissionais.

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL – Com a não adesão de médicos brasileiros para preencher o total de vagas ofertadas, o governo federal firmou um acordo internacional com base na lei 12.871/2013, aprovada pelo Congresso Nacional, a qual garantiu, pelo artigo 23 que, “para execução das ações previstas nesta Lei, os Ministérios da Educação e da Saúde poderão firmar acordos e outros instrumentos de cooperação com organismos internacionais (…) inclusive com transferência de recursos”.

O acordo de cooperação com a OPAS foi fechado após a busca de parceiros internacionais na Assembleia Anual da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde ter realizado reuniões com representantes de Portugal, da Espanha e da Argentina, além de missões para divulgação do Mais Médicos nesses países. Nenhum dos países teve condições de firmar um acordo com o governo brasileiro. Cuba possui 6,9 médicos por mil habitantes, um dos maiores índices do mundo, além de vasta experiência em convênios de provimento profissional, com profissionais de saúde presentes em 63 países.

A OPAS, braço da Organização Mundial da Saúde das Nações Unidas nas Américas, tem reconhecimento internacional pelos seus mais de 110 anos de atuação, com expertise em atenção básica. O acordo firmado com o Ministério da Saúde do Brasil cumpre todas as regras estabelecidas para este tipo de cooperação, não havendo qualquer irregularidade.

BALANÇO – Criado em 2013, o Programa Mais Médicos prevê investimento na melhoria da infraestrutura da saúde e expansão da formação médica no país. Até 2018, serão criadas 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e 12,4 mil vagas de residência médica para formação de especialistas com o foco na valorização da Atenção Básica e outras áreas prioritárias para o SUS. Já foram autorizadas 4.684 novas vagas de graduação, sendo 1.347 em instituições públicas e 3.337 em instituições privadas, além da seleção de 39 municípios para criação de novos cursos. Em 2014, o governo federal autorizou 2.822 novas vagas de residência.

A abertura de novos cursos e vagas de graduação leva em conta a necessidade da população e a infraestrutura dos serviços – com isso, mais faculdades surgirão em localidades com escassez de profissionais, como no Nordeste e no Norte do país, e em cidades do interior de todas as regiões brasileiras.

Com o provimento emergencial, o Programa permitiu ampliar a assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Por meio da iniciativa, 14.462 mil médicos passaram a atender a população de 3.785 mil municípios, o equivalente a 68% dos municípios do país e os 34 Distritos Sanitários Indígenas (DSEIs). Cerca de 50 milhões de brasileiros já são beneficiados pela iniciativa.

Em 2015, o Mais Médicos vai ultrapassar 18 mil profissionais e chegar a 63 milhões de pessoas. No novo edital que está em andamento, os médicos brasileiros já preencheram 76% das vagas até o momento.
“Se na primeira seleção a adesão tivesse sido tão grande, não haveria necessidade de trazer nenhum médico estrangeiro”, afirma o ministro.

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário

170° Aniversário de Wilhelm Conrad Röntgen

Parabéns pelo seu aniversário e muito obrigado pela sua descoberta, pois criou a profissão de Técnico em Radiologia. São os votos da Radiologia Carioca, Fluminense e Brasileira.

Roentgen2Wilhelm Conrad Röntgen (Lennep, 27 de março de 1845 — Munique, 10 de fevereiro de 1923) foi um físico alemão que, em 8 de novembro de 1895, descobriu os Raios-X.

Röntgen nasceu em Lennep (atualmente pertencente a Remscheid), na Alemanha, filho de um tecelão. Sua família se mudou para os Países Baixos (Apeldoorn, na Holanda) quando ele tinha três anos. Recebeu sua educação primária no Instituto de Martinus Herman van Doorn. Depois estudou na Escola Técnica de Utrecht, de onde foi expulso por supostamente realizar uma caricatura de um de seus professores, ato que negou cometer.

Em 1865 foi reprovado por um dos professores que haviam participado de sua expulsão e não entrou para a Universidade de Utrecht. Depois foi admitido na Politécnica de Zurique para estudar engenharia mecânica sem ter o título de bacharel. Em 1869 graduou-se com um Ph.D. da Universidade de Zurique, com a teseStudien über Gase.

Em 1874 tornou-se conferencista da Universidade de Estrasburgo e em 1875 chegou a ser professor da Academia de Agricultura de Hohenheim, Württemberg. Em 1876 retornou a Estrasburgo como professor de física, e em 1879 chegou a diretor do Departamento de Física da Universidade de Giessen. Em 1888 foi físico chefe da Universidade de Würzburg e em 1900 físico chefe da Universidade de Munique, por petição especial do governo da Baviera.

A Descoberta dos Raios-X

A descoberta dos Raios-X por Röntgen não foi acidental mas incidental. Com as investigações que ele e os seus colegas estavam a desenvolver, em diversos países, a descoberta já era iminente. De fato, ele tinha planejado usar um écran na próxima etapa das suas investigações e, certamente, faria a descoberta após esse passo.

Num dado momento, enquanto investigava a capacidade de vários materiais de reterem os raios, Röntgen colocou uma peça de chumbo em posição enquanto ocorria uma descarga e viu aí a primeira imagem radiográfica. Em entrevista a um reporter de nome H. J. W. Dam, da revista canadense McClure’s Magazine, Röntgen descreveu: “Eu estava trabalhando com tubos Crooke cobertos com uma proteção de papelão preto. Um pedaço de papel de platinocyanoide de bário estava sobre o banco. Eu vi passar uma corrente através do tubo e notei uma linha escura peculiar sobre o papel.”

O artigo original de Röntgen, “Ueber Eine Neue Art von Strahlen – Sobre uma nova espécie de Raios”, foi publicado 50 dias depois, em 28 de Dezembro de 1895. A 5 de Janeiro de 1896, um jornal austríaco relatou a descoberta, por Röntgen, de um novo tipo de radiação. Após a descoberta dos Raios-X, Röntgen recebeu o título de Doutor Honorário em Medicina, da Universidade de Würzburg. Entre 1895 e 1897, Röntgen publicou três artigos a respeito dos Raios-X, cuja tradução para o português pode ser vista nos links externos. Até os dias atuais, nenhuma das suas conclusões foi considerada falsa.

Atualmente, Röntgen é considerado o pai da Radiologia de Diagnóstico – a especialidade médica que utiliza imagem para o diagnóstico de doenças.

Devido à sua descoberta, Röntgen foi laureado com o primeiro Nobel de Física, em 1901. O prêmio foi concedido “em reconhecimento aos extraordinários serviços que a descoberta dos notáveis raios que levam seu nome possibilitaram”.6 Röntgen doou a recompensa monetária à sua universidade, convicto de que a ciência deve estar ao serviço da humanidade e não do lucro. À semelhança da escola científica alemã da época, e, da mesma forma que Pierre Curie faria vários anos mais tarde, rejeitou registrar qualquer patente relacionada à sua descoberta.

FONTE: Wikipédia

Publicado em Blog | Deixar um comentário

IRD sedia simpósio internacional sobre radioproteção em centrais nucleares

O simpósio internacional ISOE 2015 será realizado de 26 a 28 de maio no Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD), unidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) no Rio de Janeiro. O IRD apóia o evento em conjunto com a Eletronuclear e com a Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica. O prazo para submissão de resumos foi prorrogado para 30 de abril, pelo e-mail ISOE2015@iaea.org. Os trabalhos serão apresentados oralmente e alguns em formato de pôster. Informações completas no site www.isoe-network.net.

O ISOE (Information System on Occupational Exposure) é uma iniciativa da Agência de Energia Nuclear da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). Trata-se de um fórum para profissionais de radioproteção e autoridades regulatórias, de forma a compartilhar informações sobre redução de doses, experiências operacionais e otimização da proteção radiológica em centrais nucleares.

FONTE: CNEN
http://www.cnen.gov.br

Publicado em Blog | Deixar um comentário