170° Aniversário de Wilhelm Conrad Röntgen

Parabéns pelo seu aniversário e muito obrigado pela sua descoberta, pois criou a profissão de Técnico em Radiologia. São os votos da Radiologia Carioca, Fluminense e Brasileira.

Roentgen2Wilhelm Conrad Röntgen (Lennep, 27 de março de 1845 — Munique, 10 de fevereiro de 1923) foi um físico alemão que, em 8 de novembro de 1895, descobriu os Raios-X.

Röntgen nasceu em Lennep (atualmente pertencente a Remscheid), na Alemanha, filho de um tecelão. Sua família se mudou para os Países Baixos (Apeldoorn, na Holanda) quando ele tinha três anos. Recebeu sua educação primária no Instituto de Martinus Herman van Doorn. Depois estudou na Escola Técnica de Utrecht, de onde foi expulso por supostamente realizar uma caricatura de um de seus professores, ato que negou cometer.

Em 1865 foi reprovado por um dos professores que haviam participado de sua expulsão e não entrou para a Universidade de Utrecht. Depois foi admitido na Politécnica de Zurique para estudar engenharia mecânica sem ter o título de bacharel. Em 1869 graduou-se com um Ph.D. da Universidade de Zurique, com a teseStudien über Gase.

Em 1874 tornou-se conferencista da Universidade de Estrasburgo e em 1875 chegou a ser professor da Academia de Agricultura de Hohenheim, Württemberg. Em 1876 retornou a Estrasburgo como professor de física, e em 1879 chegou a diretor do Departamento de Física da Universidade de Giessen. Em 1888 foi físico chefe da Universidade de Würzburg e em 1900 físico chefe da Universidade de Munique, por petição especial do governo da Baviera.

A Descoberta dos Raios-X

A descoberta dos Raios-X por Röntgen não foi acidental mas incidental. Com as investigações que ele e os seus colegas estavam a desenvolver, em diversos países, a descoberta já era iminente. De fato, ele tinha planejado usar um écran na próxima etapa das suas investigações e, certamente, faria a descoberta após esse passo.

Num dado momento, enquanto investigava a capacidade de vários materiais de reterem os raios, Röntgen colocou uma peça de chumbo em posição enquanto ocorria uma descarga e viu aí a primeira imagem radiográfica. Em entrevista a um reporter de nome H. J. W. Dam, da revista canadense McClure’s Magazine, Röntgen descreveu: “Eu estava trabalhando com tubos Crooke cobertos com uma proteção de papelão preto. Um pedaço de papel de platinocyanoide de bário estava sobre o banco. Eu vi passar uma corrente através do tubo e notei uma linha escura peculiar sobre o papel.”

O artigo original de Röntgen, “Ueber Eine Neue Art von Strahlen – Sobre uma nova espécie de Raios”, foi publicado 50 dias depois, em 28 de Dezembro de 1895. A 5 de Janeiro de 1896, um jornal austríaco relatou a descoberta, por Röntgen, de um novo tipo de radiação. Após a descoberta dos Raios-X, Röntgen recebeu o título de Doutor Honorário em Medicina, da Universidade de Würzburg. Entre 1895 e 1897, Röntgen publicou três artigos a respeito dos Raios-X, cuja tradução para o português pode ser vista nos links externos. Até os dias atuais, nenhuma das suas conclusões foi considerada falsa.

Atualmente, Röntgen é considerado o pai da Radiologia de Diagnóstico – a especialidade médica que utiliza imagem para o diagnóstico de doenças.

Devido à sua descoberta, Röntgen foi laureado com o primeiro Nobel de Física, em 1901. O prêmio foi concedido “em reconhecimento aos extraordinários serviços que a descoberta dos notáveis raios que levam seu nome possibilitaram”.6 Röntgen doou a recompensa monetária à sua universidade, convicto de que a ciência deve estar ao serviço da humanidade e não do lucro. À semelhança da escola científica alemã da época, e, da mesma forma que Pierre Curie faria vários anos mais tarde, rejeitou registrar qualquer patente relacionada à sua descoberta.

FONTE: Wikipédia

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *