Disque-Amamentação da SOPERJ esclarece dúvidas sobre amamentação

Pediatras atendem a população do Rio na Semana Mundial de Aleitamento Materno

De hoje, quinta-feira (1), até a próxima quarta-feira, dia 7, pediatras do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (SOPERJ), vão atender à população tirando dúvidas sobre amamentação. O Disque-Amamentação vai funcionar pelo telefone (21) 9981-5866, das 9h às 16h, e faz parte dos eventos comemorativos à 22ª Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), que no mundo inteiro será celebrada de hoje até o dia 8, com o tema “Apoio às mães que amamentam: próximo, contínuo e oportuno”.

No domingo, dia 4, a SOPERJ, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), promove, de 8 às 13h, no Museu da República (Rua do Catete, 153), uma série de eventos voltados para a família. No evento, as duas entidades vão lançar o Manual de Aleitamento Materno, destinado a profissionais de Saúde.

Carmen Elias, presidente do Comitê de Aleitamento Materno da SOPERJ, esclarece que o Disque-Amamentação não é oferecido apenas para gestantes e mães. O pediatra vai estar apto a esclarecer temas relacionados ao aprendizado do bebê em sugar e como a mãe deve oferecer o peito e outras dicas importantes. Mas também vai responder a questões sobre legislação, no que se refere à questão da licença maternidade, por exemplo.

A Semana Mundial da Amamentação é celebrada em 170 países com o objetivo maior de aumentar os índices de aleitamento materno, e é promovida por diversos órgãos internacionais. Os pediatras ressaltam que, com a amamentação, as crianças têm vantagens nutricionais, imunológicas (adoecem menos) e psicoemocionais (fortalecimento do vínculo afetivo e prevenção da violência), entre outras. Para a mãe, os benefícios também são inúmeros, pois reduz o risco de câncer de mama, a involução do útero é mais rápida e o vínculo afetivo que se estabelece com a criança é enorme. Carmen Elias ressalta que não existe ‘leite fraco’. Segundo ela, “o colostro, líquido amarelado que a mulher produz nos primeiros dias de amamentação, é perfeito para o recém-nascido, por suas proteínas e células de defesa que protegem a mucosa intestinal do bebê”, ressalta a pediatra.

Outra preocupação diz respeito à propaganda dos supostos substitutos do leite materno, que se mantém de modo ininterrupto favorecendo o desmame precoce. O leite humano é muito mais vantajoso que seus concorrentes. Além disso, com a prática da amamentação, reduz-se em seis vezes o risco de morte por diarréia e diminui as ocorrências de infecções, principalmente antes de a criança completar um ano de vida. Prova disso, é que as crianças que se alimentam com o leite materno têm menos chances de desenvolver doenças alérgicas do que aquela alimentada artificialmente.

O evento – A 22ª SMAM será comemorada no Museu da República com a presença de crianças do Coral e do Grupo de Teatro organizados pela Associação Brasileira de Pediatria (ABP). Participam, também, os bonecos Jandira, José e seu bebê, todos promotores da amamentação. “A ideia do evento é falar da importância de estar ao lado da mulher, contribuindo para que se sinta segura, aumentando a rede de apoio familiar”, conclui Carmen Elias.

FONTE: SOPERJ
http://www.soperj.org.br/

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *