Nota 10 para doadores de sangue: campanha do Hemorio aumentou em 36% doações no Carnaval

Foram 969 doadores e 746 bolsas coletadas entre os dias 1 e 5 de março

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_hemorio-Carnaval2014_hemorio_-_campanha_doacao_Carnaval_2014_138A 11ª edição da campanha de carnaval do Hemorio, “Vista a Fantasia da Solidariedade” terminou neste fim de semana.  E os resultados foram positivos.  Desde que a campanha começou, no dia 13 de fevereiro, mais de 6 mil voluntários se candidataram para doar sangue.  Deste total, foram coletadas 4.977 bolsas de sangue, número suficiente para salvar cerca de 15 mil vidas.  Na semana de carnaval, o Hemorio funcionou normalmente.  Entre os dias 1 e 5 de março, 969 doadores compareceram ao Hemorio e 746 bolsas foram coletadas, um aumento de 36% em relação ao ano anterior.

O ator Fábio Porchat foi um dos primeiros que aceitaram participar da ação.  “É muito gratificante poder ser um porta-voz de uma campanha tão importante como essa.  Fico orgulhoso e faço questão de poder participar todos os anos, pois sempre é tempo de salvar vidas”, declarou Fábio.

Várias ações foram realizadas durante os 25 dias de campanha.  A escola de samba Acadêmicos do Salgueiro realizou uma coleta móvel na quadra da vermelho e branco, na Tijuca, e a Beija-Flor de Nilópolis trouxe vários integrantes ao Hemorio através de caravana.  Blocos carnavalescos, universidades e empresas também apoiaram a 11ª edição do Vista a Fantasia da Solidariedade.

De acordo com a diretora geral do Hemorio, Simone Silveira, todo esse apoio externo foi essencial para o sucesso. “Desde que a ação foi criada, há onze anos, temos conseguimos manter os estoques para este período, que é bastante preocupante. Para esta edição, tivemos um time de artistas que deram  um brilho ainda maior à festa, reforçando o pedido pela doação de sangue voluntária”, avaliou a  diretora.

Artistas na campanha – A campanha teve o apoio de várias personalidades que se uniram para manter os estoques abastecidos no período da folia.  Selminha Sorriso, Marcella Alves e Squel, porta-bandeiras das escolas de samba Beija-Flor, Mangueira e Salgueiro, deixaram a rivalidade das agremiações de lado e apoiaram juntas a campanha, que também contou com os atores Miguel Rômulo, Fábio Porchat, Carol Castro,Fernanda Paes Leme, Maria Casadevall, Roberta Almeida,Carla Diaz, a socialite Narcisa Tamborindeguy e a irreverente Elke Maravilha.  A campanha, que teve o objetivo de manter a média de 300 doadores diariamente e alertar a população para os riscos da falta de sangue no período de Carnaval, época em que historicamente, há uma queda de pelo menos 50% no número de doações voluntárias, também contou com a participação de cantores populares como Leoni, Buchecha e as funkeiras Valesca e Anitta.

Quem pode doar sangue? – Para ser um doador de sangue, o voluntário precisa estar bem de saúde, deve trazer um documento oficial de identidade com foto, ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50 quilos.  Não é necessário estar em jejum.  O candidato deve somente evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação e as bebidas alcoólicas 12 horas antes.  Jovens com 16 e 17 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsáveis.  O modelo da declaração pode ser adquirido através do site do Hemorio: www.hemorio.rj.gov.br.

Onde doar – O Hemorio é o hemocentro coordenador do Estado do Rio de Janeiro, que abastece com sangue e derivados cerca de 180 unidades de saúde, entre elas, as grandes emergências, maternidades e UTIs.  No Rio de Janeiro, ainda há mais 26 unidades de coleta de sangue coordenados tecnicamente pelo Hemorio como o Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel; Hospital da Posse, em Nova Iguaçú; Hospital Geral de Bonsucesso e o Instituto Nacional de Cardiologia, em Laranjeiras.  Os endereços e horários de funcionamento dos postos podem ser obtidos através do Disque Sangue (0800 282 0708) que esclarece outras dúvidas e agenda a doação com hora marcada.

O Hemorio fica na Rua Frei Caneca, 08 – Centro, ao lado do Campo de Santana e funciona todos os dias (inclusive sábados, domingos e feriados), das 7 às 18 horas.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *