Olimpíadas: profissionais do SUS já estão no Rio de Janeiro

Estrutura conta com 45 médicos e enfermeiros que atenderão em situação de emergência durante jogos olímpicos. Força Nacional é acionada quando há grandes eventos no país

A Força Nacional do SUS já está de prontidão no Rio de Janeiro para reforçar o atendimento de torcedores e competidores durante Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Ao todo, 45 médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem estão no Hospital Geral do Exército e são acionados em situação de emergência. Outros 1,7 mil profissionais foram capacitados sobre situações de emergência e resposta a acidentes com vítimas, e poderão atuar junto à Força. Eles trabalham em esquema de revezamento e são treinados para socorrer pessoas que tiverem contato com materiais químicos, biológicos, radiológicos e nucleares (QBRN).

A estrutura montada pela Força Nacional do SUS no Hospital Geral do Exército conta com três tendas para atendimento, além de sete leitos de UTI e tem capacidade de atender 100 pacientes por hora. Os profissionais contam com equipamentos, como desfibriladores, respiradores artificiais, monitores cardíacos além de insumos estratégicos, como gazes e antídotos. “Assim como na Copa do Mundo, a Força Nacional será um apoio aos Jogos do Rio 2016. Quem vier torcer ou competir pode ficar tranquilo porque contará com profissionais qualificados para atender em situações de emergência”, citou o ministro da Saúde Ricardo Barros.

Criada 2011, a Força Nacional age no atendimento às vítimas de desastres, situações de risco epidemiológico e desassistência, dando apoio à capacidade de resposta do estado ou município. Desde a criação, a Força participou de 36 missões, atuando em caso de desastres naturais (enchentes no Acre e deslizamentos), na gestão de grandes eventos (Copa do Mundo e Jornada Mundial da Juventude) e desassistência e tragédias (incêndio na Boate Kiss).

GUARDIÕES DA SAÚDE – Outra ação de assistência à saúde disponibilizada pelo Ministério durante os jogos é o aplicativo Guardiões da Saúde. Por meio da ferramenta, o usuário que estiver com algum problema de saúde pode encontrar a ocorrência de sintomas similares em outras localidades. Ao informar a condição de saúde, o cidadão é orientado a procurar o serviço mais próximo. Desde março deste ano, o aplicativo já recebeu mais quatro mil declarações de situação de saúde pela população. O aplicativo pode ser para download, gratuitamente, nas lojas virtuais Play Store e Apple Store e também pode ser acessada pela web. Outra ferramenta é o portal Saúde do Viajante (www.saude.gov.br/viajante) que conta com orientações sobre os cuidados e a prevenção.

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *