São Gonçalo terá Centro de Tratamento de Queimaduras com CTI exclusivo para atendimento pediátrico

Unidade será construída no mesmo terreno do Hospital Estadual Alberto Torres e contará com a primeira câmara hiperbárica disponibilizada na rede estadual de Saúde para tratamento de queimados

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_0_GERAL_Fachada_HEATA população do estado do Rio contará com mais um importante investimento na área de saúde: um Centro de Tratamento de Queimaduras (CTQ), que será construído no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. A ampliação do hospital permitirá a construção de um CTI Infantil, com 10 leitos de UTI pediátricos exclusivamente para atender às crianças vítimas de queimaduras, serviço inédito oferecido pela Secretaria de Estado de Saúde. O investimento do projeto, já aprovado pelo Fundo Nacional de Saúde, através de recursos de emendas parlamentares, é de R$ 2.280.000.

– Hoje nós não temos um serviço desses dentro da rede estadual de saúde. Será o primeiro. Já temos um CTQ adulto no Hospital Melchiades Calazans, na Baixada, que já recebe pacientes vítimas de queimaduras. Hoje as crianças são encaminhadas para o Alberto Torres, para o CTI Pediátrico, mas sem ter esse foco. Queremos um espaço exclusivo para essa criança vítima de queimadura ser atendida – explica o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto.

O CTQ será erguido no mesmo terreno do HEAT, permitindo assim o uso de parte da infraestrutura de serviços da unidade.  O Centro funcionará em uma edificação independente, com estrutura própria, incluindo novos ambientes como consultórios e leitos. Felipe Peixoto detalha a escolha da unidade para abrigar o novo espaço:

– O Hospital Alberto Torres foi escolhido por já ter uma tradição de receber crianças queimadas. A unidade conta com um Centro de Trauma que é referência para atendimento de vítimas de politraumatismos na rede estadual. Há um heliponto no local. Já era mais do que necessário ter um espaço exclusivo para esse atendimento – comentou o secretário.

A metragem prevista para o Centro de Tratamento de Queimaduras, que abrangerá também o CTI Infantil, é de cerca de 600 metros quadrados. O espaço contará com 10 leitos – sendo um de isolamento – , salas de curativo, recepção hiperbárica, balneoterapia, consultórios, posto médico, repouso, sala de terapia coletiva, e demais cômodos de apoio como, por exemplo, farmácia, vestiários, banheiros e sala de administração.  A construção do CTQ terá início assim que os recursos forem disponibilizados  pelo Ministério.

– Importante registrar que esse projeto só é possível porque conseguimos emendas parlamentares dos deputados para viabilizar essa obra.

Câmera hiperbárica – A Secretaria de Estado de Saúde está projetando uma câmara hiperbárica para atender pacientes no novo CTQ de São Gonçalo que será a primeira de toda rede. Não só as crianças, mas todos os pacientes da rede estadual poderão utilizar o equipamento para ajudar na cicatrização das feridas e recuperação das vítimas de queimaduras.

Esse tratamento médico consiste na inalação de oxigênio puro em pressão ambiente aumentada dentro de câmara hiperbárica, utilizando-se máscaras ou capuzes especiais, em sessões que duram de acordo com a patologia do paciente e orientação do médico. O paciente fica em repouso, respirando normalmente, enquanto oxigênio em grande quantidade vai se dissolvendo no sangue até chegar aos locais menos oxigenados.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *