Vacinação Contra a Polimielite e o Sarampo começa dia 8

Prefeitura do Rio vai disponibilizar mais de 200 salas de imunização durante a campanha

De 8 a 28 de novembro acontece a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo. A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizará mais de 200 salas de imunização em toda a cidade, nas unidades básicas de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os dias D de vacinação acontecerão em dois sábados – 8 e 22 de novembro – para quem não puder levar seus filhos para tomar a vacina durante a semana.

Contra a poliomielite devem ser vacinadas crianças de seis meses a 4 anos. A meta é imunizar 95% da população alvo, ou seja, 329.888 crianças. Já a vacinação contra o sarampo está indicada para crianças de 1 ano a 4 anos. A vacina aplicada poderá ser Tríplice Viral ou Tetra Viral (que contêm o imunizante contra o sarampo), conforme idade e avaliação da caderneta de vacinação feita pelos profissionais de saúde. A meta também é vacinar 95% da população alvo, o que corresponde a 288.778 crianças.

Na abertura da campanha, dia D de vacinação, em 8 de novembro, estarão disponíveis cerca de 970 postos de imunização contra a poliomielite, em unidades básicas de saúde e em escolas, igrejas, associações de moradores, entre outros locais. A vacinação contra o sarampo ocorrerá nas mais de 200 unidades básicas de saúde. Neste dia, a vacinação ocorrerá das 8 às 17 horas.

Em caso de dúvidas e para informações sobre contraindicação das vacinas, basta ligar para a central de atendimento da prefeitura, no número 1746, ou procurar a unidade básica de saúde mais próxima de casa.

Esta será a 35ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e é o 25º ano sem a doença no país, que está livre do poliovírus desde 1990. Já os últimos casos de sarampo no Brasil ocorreram no ano 2000 e, desde então, os casos registrados eram importados ou relacionados à importação. Entretanto, em 2013 e 2014 foram registrados 596 casos da doença no país, com maior concentração nos estados de Pernambuco e Ceará, o que reforça a importância da vacinação.

Diferentes regiões do mundo estão definindo metas para a eliminação do sarampo e da rubéola até o ano 2020. No entanto, a ocorrência de surtos em várias partes do mundo constitui uma ameaça para a eliminação, além da circulação endêmica desses vírus em países da África, Ásia e Oceania.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *