Vigilância Sanitária lacra Hortifruti e gerente é levado para a polícia

Estabelecimento, na Tijuca, desrespeitava interdição determinada pelo órgão por falta de higiene

A Vigilância Sanitária Municipal cerrou nesta quinta-feira, dia 22 de maio, as portas do  River Fruit,  na Rua Conde de Bonfim, na  Tijuca. O estabelecimento já havia sido interditado em fevereiro e multado diversas vezes desde então, mas insistia em desrespeitar as determinações do órgão. Desta vez os fiscais foram acompanhados de policiais e o gerente da loja foi levado para a Delegacia do Consumidor para prestar contas das irregularidades.

Na vistoria desta quinta-feira, além do desrespeito à determinação da Vigilância, os fiscais encontraram novos flagrantes de falta de higiene e desconformidade com as normas sanitárias. Frutas, legumes e verduras eram manipulados e fracionados em condições insatisfatórias de asseio, o que se repetia também no preparo de suco. Havia fezes de roedores nas prateleiras expositoras, resíduos de alimentos espalhados pelo piso, instalações, equipamentos e bancadas com sujeira. Os banheiros, além de sujos, não tinham sabão líquido, como estabelecem as normas sanitárias.

Ao todo, 40 quilos de alimentos e 48,5 litros de suco e água de coco impróprios para o consumo foram inutilizados e a empresa foi mais uma vez autuada pela falta de asseio nas instalações, pela exposição de alimentos impróprios ao consumo e pela desobediência à interdição anterior.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta o consumidor a estar sempre atento às condições de higiene e limpeza dos estabelecimentos e, diante de qualquer irregularidade, denunciar à Vigilância Sanitária pelo telefone 1746.

FONTE: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *