Atriz Ana Furtado visita Hemorio para estimular mulheres a doar sangue

Na manhã desta quarta-feira, 21/05, o Hemorio recebeu a atriz Ana Furtado, que esteve na unidade para reforçar a campanha Mulher + Solidária que chega ao seu 11º ano. Madrinha desta edição, a atriz conversou com diversas mulheres que estavam no local no intuito de mobilizar o público feminino a doar sangue. Dados do Hemorio revelam que as mulheres representam apenas três em cada 10 doadores de sangue.

A atriz aproveitou para conhecer a rotina do hospital, já que o Hemorio também é uma referência no tratamento de doenças do sangue como leucemias, linfomas, anemia falciforme e hemofilia. Ana se emocionou com o trabalho desenvolvido pela equipe do hospital e brincou com as crianças internadas na ala pediátrica e nas demais enfermarias.

– É impressionante como existe um amor tão grande aqui nesta casa, que começa no salão de doadores, com o gesto de amor dos voluntários, passa pela técnica minuciosa no processamento do sangue e chega com tanto carinho aos pacientes que aqui se tratam.  Todos os profissionais são extremamente competentes e atenciosos – elogiou a atriz.

Ana disse estar muito feliz em poder participar como madrinha de uma ação para incentivar novas doadoras.

– Estou orgulhosa em poder participar de uma ação tão importante como a doação de sangue.  Espero que eu possa incentivar outras mulheres! É um gesto muito simples, rápido e todas podem ajudar – explicou.

Durante os dias 21, 22 e 23 de maio a ação vai alertar o público feminino para a doação voluntária de sangue, já que o número de mulheres que doam sangue frequentemente é ainda muito baixo em relação aos homens.

– Hoje, mais da metade da população do estado do Rio de Janeiro é do sexo feminino; no entanto, no salão de doadores do hemocentro elas respondem por 35% do comparecimento.  Nos últimos anos os índices aumentaram em 5%, mas podemos melhorar – alerta Esther Lopes, chefe do serviço de hemoterapia.

O Hemorio – Ainstituição é o hemocentro coordenador do estado do Rio de Janeiro que abastece com sangue e derivados cerca de 180 unidades de saúde conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) e poderia receber o dobro de doações que recebe atualmente. Hoje no Brasil apenas 2% da população é doadora de sangue. O recomendado pela Organização Mundial de Saúde é de 5%.

O instituto funciona todos os dias, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados, na Rua Frei Caneca, n° 8, no Centro do Rio. Para mais informações, o voluntário deve ligar para o Disque Sangue (0800 282 0708), que esclarece dúvidas e informa o endereço dos outros 26 unidades de coleta distribuídos pelo estado.

Para ser um doador, é necessário trazer um documento oficial de identidade com foto (original), entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e estar bem de saúde.  Jovens com 16 e 17 anos podem doar sangue com declaração expressa dos pais e / ou responsáveis, cujo modelo pode ser encontrado no site do Hemorio – www.hemorio.rj.gov.br. Não é preciso estar de jejum, mas é importante evitar alimentos muito gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação. Os doadores serão cadastrados e vão responder um questionário que avalia se há alguma situação ou doença que impeça a doação de sangue e, em seguida, são encaminhados para a triagem clínica.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *