Campanha contra a gripe vacinou mais de 80% do público-alvo em todo o país

Também foram vacinadas 1,8 milhões de pessoas fora do grupo prioritário. A campanha terminou nesta sexta-feira (09)

Balanço do Ministério da Saúde aponta que, até o final da campanha, 46 milhões de brasileiros foram vacinados em todo o país. Esse total considera todos os grupos com indicação para a vacina, incluindo população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades, além da população que não faz parte de nenhum desses públicos prioritários. O público-alvo da campanha, que não considera esses grupos, é de 54,2 milhões de pessoas. Desse total, 82,5% foram vacinados.

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza terminou na última sexta-feira (9), após ser prorrogada em duas semanas. A vacina contra a gripe estava disponível na rede pública de saúde desde o dia 17 de abril, totalizando oito semanas de campanha. Neste ano, o Ministério da Saúde decidiu disponibilizar a vacina para toda a população durante a última semana da campanha para evitar desperdício, já que havia um estoque disponível de 10 milhões de doses. A medida era válida enquanto durassem os estoques da vacina nos estados.

No total, 1,8 milhão de pessoas que não faziam parte do público-alvo se vacinaram, o que significa 4% do total de doses aplicadas na campanha. A faixa etária que mais procurou a rede pública de saúde da população que não é alvo foi a de 30 a 39 anos, com 379,2 mil doses aplicadas (20,5%). Mesmo com a expansão do público para vacinação neste ano, a meta da campanha, que é de 90%, ainda não foi atingida. Os estados que ainda têm doses em estoque podem continuar vacinando a população.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, ressalta que a ampliação do público na última semana da campanha ocorreu porque ainda havia doses disponíveis. “Neste ano, tivemos poucos casos por influenza devido à baixa circulação do vírus. Em consequência disso, o público-alvo procurou menos os postos de saúde e havia ainda 10 milhões de doses disponíveis de um montante de 60 milhões adquiridas. Para que não haver desperdício, já que estas vacinas só valem por um ano, decidimos estender a todas as faixas etárias, enquanto durarem os estoques.”, destacou o ministro Ricardo Barros.

Apenas três estados do país atingiram a meta da campanha deste ano de vacinar 90% do público-alvo: Amapá (98,1%); Pernambuco (91,8%) e Paraná (90%). Outros estados estão próximos de atingir a meta, como Amazonas (89,8%), Goiás (88,2%), Maranhão (88,1%), Santa Catarina (88,1%) e Alagoas (87,9%). Entre as regiões do país, o Sul apresenta maior cobertura vacinal, com 87,3%, seguida pelas regiões Nordeste (84,2%), Centro-Oeste (83,1%); Norte (82,5%) e Sudeste (79,7%).

Apenas as puérperas e os indígenas atingiram a meta de vacinação, com 91,6% e 90,4% respectivamente. Outros públicos estão perto de atingir a meta, como os idosos (89,5%) e professores (86,3%). Os grupos que menos se vacinaram são as gestantes (69,5%), crianças (69,8%) e trabalhadores da saúde (81,9%). Além do grupo prioritário, também foram aplicadas 9,4 milhões de doses nos grupos de pessoas com comorbidades, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.

PREVENÇÃO – A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

É importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar, imediatamente, o médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

Estado

Vacinação contra a gripe – até 12 de junho

População prioritária

Doses aplicadas

Cobertura vacinal (%)

RO

323.699

315.705

78,73

AC

189.009

175.916

75,70

AM

931.235

968.089

89,77

RR

166.021

129.303

70,01

PA

1.603.345

1.565.548

79,02

AP

154.717

181.989

98,13

TO

318.655

333.620

85,26

NORTE

3.686.681

3.670.170

82,48

MA

1.513.274

1.576.287

88,15

PI

699.689

707.867

81,83

CE

1.891.257

1.981.423

83,10

RN

719.521

779.471

83,24

PB

924.549

929.820

84,68

PE

2.000.443

2.268.025

91,83

AL

684.523

728.335

87,94

SE

438.746

424.547

78,70

BA

3.081.076

2.959.004

78,60

NORDESTE

11.953.078

12.354.779

84,21

MG

4.435.788

5.094.079

87,53

ES

800.243

869.846

87,11

RJ

3.829.644

3.443.276

73,01

SP

9.680.208

9.924.423

78,24

SUDESTE

18.745.883

19.331.624

79,75

PR

2.383.966

2.849.598

89,56

SC

1.371.033

1.697.534

88,07

RS

2.665.223

3.109.907

84,82

SUL

6.420.222

7.657.039

87,27

MS

635.704

583.712

75,96

MT

678.429

659.266

79,57

GO

1.301.156

1.444.582

88,22

DF

551.856

623.127

83,86

CENTRO-OESTE

3.167.145

3.310.687

83,14

TOTAL

43.973.009

46.324.299

82,53

FONTE: Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *