Campanha estimula a doação de leite materno

Ação reduziu em 70% o consumo de leite industrializado no Hospital Rocha Faria em julho

b_800_600_0_00_images_stories_ASCOM_hospRochaFaria-ProjetoAmigasDoLeite_Projeto_Amigas_do_Leite_6O Projeto Amigas do Leite, realizado no Hospital Estadual Rocha Faria, promoveu, nesta quarta-feira (07/08), a sua segunda campanha sobre aleitamento e doação de leite materno no calçadão de Campo Grande. A iniciativa tem como principal objetivo estimular mulheres que estão amamentando a doarem o leite materno excedente para diminuir o consumo de fórmulas industrializadas pelos bebês prematuros internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal da instituição de saúde.

Criado há um mês e meio, o Amigas do Leite, serviço de coleta em domicílio de leite materno, conta com 35 doadoras fixas que são visitadas semanalmente. De acordo com a coordenadora de qualidade do banco de leite do Rocha Faria, Thaís Muniz, a ação reduziu em 70% o consumo de leite industrializado no hospital no mês de julho. O projeto Amigas do Leite tem como meta diminuir em até 90% o consumo de fórmulas industrializadas até dezembro de 2013 para receber o certificado de “Hospital Amigo da Criança”, selo de qualidade dado pelo Ministério da Saúde. Cada litro de leite doado pode alimentar até dez recém-nascidos por dia.

– Com o leite materno os bebês prematuros tem uma maior chance de recuperação porque ele evita infecções, entre outros problemas. Assim é possível diminuir o tempo de permanência destas crianças na UTI – contou Thaís, que também é enfermeira obstetra.

Segundo a nutricionista que faz parte da equipe do projeto, Patrícia Tavares Meirelles, as mães doadoras são visitadas por profissionais qualificados que ensinam a retirar o leite e conservar o material na geladeira até que a equipe do hospital possa buscá-lo.

– Nossa equipe orienta as mães sobre a retirada do leite. As visitas, que ocorrem normalmente segundas, quartas e sextas-feiras, são realizadas na zona Oeste – disse a nutricionista.

A campanha, que aconteceu até o final da tarde no calçadão de Campo Grande e é promovida durante a Semana Mundial de Aleitamento Materno, atraiu mães e crianças por meio da distribuição de panfletos e atividades para a criançada como pintura na pele, entre outras brincadeiras. Mulheres puderam conhecer o trabalho realizado e se cadastrar para doação.
Para Renata Guimarães Viana, de 32 anos, mãe de Arthur Miguel, de apenas três meses, a iniciativa é muito positiva. Ela está disposta a doar o leite que sobra para a maternidade do hospital.

– A ação é muito bonita e importante, já me cadastrei. Tem muita gente que precisa e o leite materno é mais saudável para o bebê – disse.

Francineide Santos da Silva, de 35 anos, mãe de Ivan Igor, de 5 meses, também aprovou a campanha.

– Temos que ajudar as pessoas que precisam, vou participar da doação, fazer o que for possível para dar mais saúde aos bebês do hospital – afirmou.

Mães interessadas em doar o leite materno excedente devem ligar para o telefone (21) 2333-6797 (ramal 280) ou 2416-3121.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *