Estado anuncia soluções para reduzir a fila de espera por cirurgias de joelho

Hospital Regional de Angra dos Reis será referência para este tipo de procedimento, triplicando a capacidade mensal de atendimento

O secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Sérgio Côrtes, anunciou nesta quarta-feira (19) novas ações para reduzir a fila de espera por cirurgias ortopédicas de joelho. Atualmente, este tipo de cirurgia é a que tem a maior demanda no Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu (HTODL), referência na rede pública de saúde nas cirurgias ortopédicas de alta e média complexidade. Atualmente, há mais 650 pessoas aguardando por cirurgia de joelho; pacientes residentes em municípios de todo o estado.


– Até o final do ano vamos inaugurar o Hospital Regional Ulisses Guimarães, em Angra dos Reis, que receberá pacientes referenciados das unidades estaduais de saúde para a realização de cirurgias de joelho. A capacidade atual do Hospital Dona Lindu é de realizar cerca de 50 cirurgias deste tipo por mês. Com o hospital de Angra funcionando, triplicaremos esse desempenho, passando a fazer 150 operações em joelho ao mês na rede estadual. Assim, em menos de quatro meses teremos zerado essa fila hoje existente – explica o secretário Sérgio Côrtes.


Além da entrada do novo hospital, serão realizados novos mutirões de cirurgias de joelho no HTODL. Em julho, o Dona Lindu realizou o primeiro mutirão deste tipo, operando 30 pacientes em dois fins de semana. As principais intervenções cirúrgicas realizadas foram de alta complexidade, como a artroplastia total de joelho e a reconstrução de ligamentos. Há dois anos, a unidade iniciou as suas atividades e hoje já está em segundo lugar no Brasil no número de cirurgias ortopédicas de alta complexidade. 


Hospital Dona Lindu, líder de cirurgias no Mutirão Nacional –O anúncio das novas ações foi feito pelo secretário pouco antes de ele participar, junto com outros 88 médicos, do Mutirão Nacional de Cirurgias Ortopédicas, que acontece durante toda esta semana. Especialista em cirurgias de quadril, o secretário vai operar alguns dos pacientes pré-selecionados. O HTODL é o representante da rede estadual  no mutirão e será a unidade de saúde que realizará o maior volume de operações em todo o país, com mais de 100 procedimentos em ombro, joelho, mão, coluna, pé e quadril.  


O objetivo do mutirão é reduzir as filas de espera por esse tipo de procedimento. Em um esforço extra, no HTODL, o mutirão acontece com quatro dias além do período nacional –  entre os dias 15 e 23 de setembro. A ação irá beneficiar moradores de todo o estado, que já estão pré-inscritos na Central de Regulação da Secretaria de Estado de Saúde do RJ e encaminhados pelos respectivos municípios.

Segundo o gestor técnico da Secretaria de Estado de Saúde no HTODL, Isnar Castro, “o hospital está organizado para ampliar o atendimento cirúrgico, no período do mutirão, atendendo um maior número de pacientes que aguardam a cirurgia objetivando melhores condições de desempenhar suas atividades diárias”.


A esperança para quem espera – A costureira Vera Lúcia Rocha Silva, de 61 anos, moradora de Areal, se prepara para a cirurgia no dedo anelar direito.


– Estou ansiosa para esta cirurgia, pois meus movimentos estão limitados e, como sou costureira, isso atrapalha muito o meu trabalho. Tenho certeza de que minha recuperação será ótima, pois o atendimento do hospital é muito bom -, afirma Vera Lúcia, que em fevereiro de 2011 foi submetida a outro procedimento no HTODL.


HTODL: uma referência no Rio de Janeiro – Pensado para ser uma unidade regional, o Hospital Estadual Dona Lindu é hoje a referência de todo o estado do Rio de Janeiro em cirurgias ortopédicas para pacientes do Sistema Único de Saúde. Além de alta produção, a unidade também tem investimento em segurança, qualificação das equipes e qualidade de atendimento. O Protocolo de Cirurgia Segura, da Organização Mundial de Saúde (OMS), é seguido à risca, assegurando a prevenção de erros e o surgimento de complicações no pós-operatório. 


– Nosso compromisso com o paciente está focado na qualidade e na segurança. Por este motivo, prestamos assistência através de uma equipe formada por médicos ortopedista e todo corpo de apoio necessário,  otimizando a estrutura que o Hospital Dona Lindu dispõe. Além disso, acolhemos nossos pacientes fundamentados na humanização. Justamente por isso, todas as cirurgias do mutirão de julho foram consideradas um sucesso –  afirma o diretor-executivo do HTODL, Artur Hummel.


Desde que foi inaugurado, em junho de 2010, o HTO Dona Lindu realizou mais de 6 mil cirurgias, com baixo índice de infecção. Outro indicador positivo da assistência prestada no hospital é que 97% dos pacientes internados na instituição se declaram muito satisfeitos com o atendimento recebido, o que confirma o comprometimento com a saúde pública.         


Hospital Estadual Ulisses Guimarães – O Governo do Estado do Rio de Janeiro assinou esta mês a posse do novo hospital de Angra dos Reis. Construída pelo município, a unidade será gerida pelo  Governo do Estado e receberá o nome de Hospital Estadual Ulysses Guimarães. Localizada no bairro Japuíba, a unidade tem previsão de ser inaugurada no fim de 2012 e será o maior hospital da região, que conta com uma população de 450 mil pessoas que vivem na Baía de Ilha Grande e entorno. 


Além das cirurgias de joelho, o hospital será referência para alta e média complexidades nas áreas de neurocirurgia do trauma; hemodinâmica cardíaca; cuidados intensivos; suporte em cirurgia geral, torácica, vascular, urológica, bucomaxilofacial e cardiologia. O investimento mensal do Estado com o custeio da unidade é de cerca de R$ 8 milhões. Serão cerca de 1.300 funcionários e a estimativa é realizar, anualmente, 36.000 consultas, 2.520 internações, 3.000 cateterismos cardíacos e 7.200 tomografias computadorizadas.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro 
Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *