Hospital Estadual da Criança realiza 10º mutirão de cirurgias

A iniciativa marca o mês das crianças e visa reduzir a espera por cirurgias gerais pediátricas, atendendo pacientes de todo o estado

unnamedO Hospital Estadual da Criança (HEC), em Vila Valqueire, está promovendo, durante o mês de outubro, uma série de mutirões de cirurgias: neste sábado (24/10), aconteceu o 4º dia de ação que, ao final, somará, no total, cinco mutirões especiais nas especialidades de ortopedia, mão e cirurgia geral. A iniciativa, que marca o mês das crianças, visa diminuir o tempo de espera por cirurgias gerais pediátricas de pacientes no estado. Este foi o 10º mutirão realizado pelo HEC desde que a unidade foi inaugurada, em 2013.

– Só nos mutirões deste mês de outubro, incluindo o próximo, no dia 31, devemos chegar a 100 procedimentos realizados. É muito bom ver o comprometimento das pessoas em prestar um serviço público de qualidade, como no Hospital Estadual da Criança. Iniciativas como esta mudam as vidas dessas crianças. É um trabalho que merece nosso reconhecimento – afirmou Felipe Peixoto, secretário de Estado de Saúde.

Chefe do Departamento de Cirurgia Pediátrica e Urológica do HEC, o médico Francisco Nicanor destaca como os mutirões ajudam a reduzir o tempo de espera por cirurgias que não são de emergência.

– Nosso objetivo é diminuir a fila de espera que é crescente, e ao todo, nos mutirões de outubro, esperamos tirar 110 crianças da fila. Já operamos 63 crianças, hoje teremos mais 20. São pacientes que não conseguiriam ser operados, se não fosse pela rede pública. O que fica para nós, médicos, é a emoção de transformar vidas, do dever cumprido – ressalta ele.

O pequeno Gabriel Barbosa Vieira, de 1 ano e 9 meses, foi um dos pacientes assistidos pela equipe de cirurgiões neste sábado. A mãe de Gabriel, Roberta Barbosa Vieira, foi atendida no programa Fale com a Gente, do Governo do Estado, em Mesquita, onde foi orientada sobre como ter acesso ao hospital.

– Estava ansiosa e agora estou feliz por saber que o Gabriel vai se recuperar rápido e ficar bem. Os mutirões são importantes para as crianças e para os pais também, que sofrem com a espera dos filhos. Fomos muito bem atendidos por todos no hospital, estão de parabéns – disse Roberta, após o procedimento. O menino passou por cirurgia para retirada do sexto dedo das mãos.

Mutirões – Além deste sábado para realização de microcirurgias, já foram realizados mutirões no dia 3, para as cirurgias ortopédicas, e nos dias 10 e 17 de outubro, para cirurgias gerais. No próximo dia 31/10, haverá um novo mutirão. Todos os pacientes atendidos foram, anteriormente, regulados pela Central Estadual de Regulação, e submetidos a exames no HEC. Com a conclusão das ações neste mês de outubro, o HEC terá realizado 11 mutirões desde sua inauguração, em março de 2013, beneficiando mais de 200 pacientes, entre crianças e adolescentes.

Alerta sobre boatos nas redes – Recentemente foi divulgada nas redes sociais (grupos de WhatsApp e facebook) a informação de um suposto mutirão de cirurgias reparadoras para crianças e adolescentes no Hospital Estadual da Criança (HEC), inclusive indicando um telefone para a marcação. A Secretaria de Estado de Saúde esclarece que esta mensagem é falsa. O HEC realiza periodicamente mutirões de cirurgias, mas para ser atendido o paciente deve ser inserido na Central Estadual de Regulação, que fará o encaminhamento para a unidade. Para isso, é preciso procurar a Clínica da Família ou o Posto de Saúde mais próximo, para avaliação inicial e encaminhamento para a regulação.

A unidade – Inaugurado em março de 2013, Hospital Estadual da Criança é a primeira unidade do Rio de Janeiro voltada para atendimento pediátrico referenciado, para pacientes de zero a 19 anos. O hospital realiza cirurgias de média e alta complexidade – tendo realizado mais de 13 mil cirurgias desde a inauguração, além do tratamento do câncer, e 40 mil consultas ambulatoriais. A unidade conta com 57 leitos individuais, 10 de UTI neonatal, 10 de UTI pediátrica e 10 poltronas de quimioterapia, exames de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ecocardiografia, raios x, endoscopia, colonoscopia, broncoscopia, serviços de fisioterapia motora e respiratória, terapia ocupacional e apoio psicológico/social aos pacientes e familiares.

FONTE: Governo do Estado do Rio de Janeiro
http://www.saude.rj.gov.br

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *