Instituto Vital Brazil inaugura novas instalações

A partir de abril, o Instituto terá Módulo Científico em Tanguá, região metropolitana do Rio

No dia 6 de maio, o Instituto Vital Brazil, laboratório oficial do governo do estado do Rio de Janeiro, inaugura seu quinto polo de atuação no estado. O novo campus, localizado em Tanguá, pretende ser um “condomínio de projetos próprios e associados” na área de educação ambiental e sanitária, com cursos regulares e treinamento para equipes de saúde e meio ambiente.

A unidade, também chamada de Módulo Científico e Cultural Vital Brazil, será espaço para seminários, simpósios, congressos e eventos voltados para as áreas de ambiente, educação e saúde de interesse da população civil e de órgãos públicos da Região do Conleste.

O local – O Módulo Científico e Cultural foi construído numa área de 247 mil m² — o equivalente a trinta estádios do Maracanã — na cidade de Tanguá, região metropolitana do Rio de Janeiro (Estrada Municipal Bandeirantes II, 98, Bairro Minérios). O Conleste, bloco de 18 municípios no qual Tanguá se insere, tem sofrido grandes mudanças econômicas com a chegada da Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), empreendimento da Petrobras. A empresa petroleira, consciente de seu papel social, foi uma das parceiras do Instituto Vital Brazil na construção do campus.

As amplas instalações se fragmentam em cinco módulos: o prédio principal conta com um auditório de cinquenta lugares para eventos internos, uma biblioteca virtual com computadores para pesquisa, uma recepção e salas do setor administrativo. O segundo prédio, também chamado de espaço de convivência, será composto por ambientes e serviços de utilidade geral, como uma cafeteria, banheiros adaptados e loja com produtos do Instituto e artesanatos locais. O serpentário e aracnário, terceiro e quarto prédios, serão usados para atividades educativas, como palestras sobre prevenção de acidentes com animais peçonhentos, aulas de biologia das espécies e de educação ambiental, entre outras. O quinto e último prédio será uma Sala de Ciências, espaço com cinquenta lugares que será usado para atividades próprias e associadas. Há uma proposta de implantar no espaço um borboletário, para atividades teóricas e práticas.

Projetos – O Instituto Vital Brazil desenvolverá em Tanguá um projeto inédito: a criação de metodologias educacionais relacionadas a animais peçonhentos e pensadas especialmente aos portadores de deficiências auditivas e visuais. Previsto para o segundo semestre de 2014, o projeto já foi aprovado e conta com o apoio da Fundação de Amparo às Pesquisas do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). “Há seis mil alunos que possuem deficiência auditiva ou visual na região de Tanguá, e existem poucos modelos educacionais dedicados a esse bloco da população. Isso chamou a atenção da Faperj e do Instituto”, explica Cláudio Maurício, coordenador do aracnário do Instituto Vital Brazil. O projeto utilizará animais peçonhentos para produção de ferramentas educacionais em saúde, ciência e ambiente para pessoas com necessidades especiais.

O campus Tanguá conta com outros projetos, como o “Criando Cobras em Ciências”, desenvolvido em parceria com a Petrobras e a Prefeitura Municipal de Tanguá. Com duração de 24 meses, o projeto oferecerá oficinas em saúde e ciências naturais a 420 alunos do sistema público de ensino de Tanguá. Projetos já desenvolvidos na sede do Instituto em Niterói serão levados até o polo de Tanguá. Entre eles, o programa de Férias Científicas (recepção de crianças no Instituto durante o período de férias escolares), Promotores da Vida (incubadora de projetos biotecnológicos), Arquiteto de Família Rural (até então desenvolvido aos moradores do Morro Vital Brazil, a quem o Instituto presta consultoria para melhoria do espaço de suas residências) e o curso de Cuidador Social (apenas desenvolvido, até então, no campus Gávea do Instituto Vital Brazil). Projetos associados, como o de pesquisa de plantas venenosas desenvolvido pela Fiocruz, e pesquisas do Lura (Laboratório Universitário Rodolpho Albino, da Universidade Federal Fluminense) na área de extração do óleo essencial de frutas cítricas também serão aplicados e desenvolvidos com os moradores daquela região.

O projeto “Caminho dos cinco elementos”, que pretende ligar o campus Tanguá ao rio Caceribu, já possui aval da Fundação Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam) e aguarda financiamento. O Instituto fará uma trilha por entre a mata nativa do leste fluminense até o rio de importância histórica e, no caminho, falará sobre conscientização ambiental com a floresta como pano de fundo.

Sobre o Instituto — O Instituto Vital Brazil (www.vitalbrazil.rj.gov.br) é uma empresa de ciência e tecnologia do Governo do Estado do Rio de Janeiro ligado à Secretaria de Estado de Saúde. É um dos 21 laboratórios oficiais brasileiros, um dos quatro fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos e produtor de medicamentos estratégicos para o Ministério da Saúde. Fica sediado na Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, em Niterói.

FONTE: Instituto Vital Brazil
http://www.vitalbrazil.rj.gov.br/

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *